Banrisulenses discutem com Banrisul o Plano de Carreira

A comissão paritária, formada por representantes sindicais do SindBancários e da Fetrafi-RS, que debate com o Banrisul a implantação do novo plano de carreira, participou, nesta última quarta-feira (14) de mais uma rodada de negociações, composta pelos representantes dos trabalhadores e da diretoria do banco. Por duas horas e meia, os banrisulenses levaram à direção questões e sugestões sobre as propostas de alteração do atual Plano de Carreira. Uma nova reunião foi marcada para as 9h30 da próxima quarta-feira, dia 21, quando as propostas serão detalhadas.

O Grupo de Trabalho cumpre o cronograma do quadro de carreira e de mudança de perfil funcional, conquista obtida na Campanha Salarial 2012 dos bancários. Durante a greve, a direção do banco aceitou ir à mesa com a representação sindical para construir um novo plano de carreira. A conquista dos trabalhadores na greve deste ano tem um prazo para se materializar. O Banrisul concordou em apresentar um estudo e cronograma de implantação, construído em conjunto com os trabalhadores, para balizar a implantação do Plano de Carreira até 30 de março de 2013.

Na manhã desta quarta-feira, o GT Carreira questionou os representantes do Banrisul sobre a proposta inicial do banco de alterar o perfil estrutural das funções. Os questionamentos se originaram da reunião da Comissão Paritária e do encontro de avaliação do GT de representantes sindicais no mês passado. A avaliação é de que as propostas avançaram na direção de entendimentos, mas ainda há divergências de concepção da estrutura de valorização do trabalhador, assim como de critérios sobre perfil de enquadramento para a formatação de uma nova cultura de remuneração e enquadramento.

“Vamos seguir os debates com a direção na Comissão Paritária e também no âmbito da categoria com o nosso Grupo de Trabalho. A retomada das negociações é importante. Teremos muitas divergências, o embate será grande e ainda debateremos com a categoria, que é quem vai decidir a nossa posição. Mas não é por isso que não vamos avançar. Queremos garantir que os trabalhadores do Banrisul sejam beneficiados em seus rendimentos e carreiras”, avalia a diretora da Fetrafi-RS, Denise Corrêa.

Uma das propostas que suscitou o maior número de questionamentos na reunião foi o que a direção do banco toma como a criação de uma “nova carreira”. Trata-se da função ou quadro de Escriturário Graduado (EG). As dúvidas pairaram sobre questões relacionadas à remuneração deste novo enquadramento, ao ingresso por concurso interno e externo e quais as atuais funções que serão enquadradas neste perfil e em qual nível salarial.

“O banco apresenta diretrizes para a criação do que chama de ‘nova carreira’. Louvamos essa iniciativa e a intenção de modificar e melhorar a atual estrutura de carreira do banco. Por outro lado, temos que defender o interesse dos bancários e bancárias do Banrisul. Precisamos detalhar melhor esta proposta do banco, saber mais sobre os níveis de remuneração e os critérios propostos, pois é nosso papel garantir que a implementação dessas novas estruturas não venha a prejudicar a carreira e a remuneração de funcionários mais antigos”, avalia o diretor do SindBancários, Luciano Fetzner.

 

Entenda o debate 

Durante a Campanha Salarial, na Pauta Específica dos Banrisulenses, a proposta de implantação do plano de carreira era de que o do piso ao teto, os níveis de remuneração tivessem sua distância reduzida. Em linhas gerais, a luta dos trabalhadores é histórica e busca ampliar as chances de o banrisulense construir uma carreira sólida no banco.

Cronograma

Até 30 de março de 2013, o Banrisul se compromete a cumprir um cronograma de debates com o GT Carreira. A ideia é construir um Plano de Carreira negociado com os trabalhadores.

Propostas

Até a reunião desta quarta-feira, 14 de novembro, o Grupo Paritário debateu a estrutura de remuneração e de planos e cargos, mas não detalhou critérios de perfis de remuneração nem níveis de salário. A direção do Banrisul propõe a criação da função de Escriturário Graduado (EG). O GT Carreira deseja que o nome seja modificado para Escriturário Especialista, para não dar conotação de que exija curso superior. A direção também deseja a criação de uma comissão permanente, formado por dois representantes da direção e dois do GT Carreira, para aprofundar a discussão sobre a metodologia e o detalhamento da proposta entre as reuniões da paritária.

Encaminhamentos


Na próxima reunião, do dia 21 de novembro, o debate começará a se concentrar nas questões de metodologia de trabalho da comissão paritária nesta reta final.

Fonte: SindBancários.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =