Pesquisa do Emprego Bancário no RS

O emprego bancário no Rio Grande do Sul, entre janeiro e setembro de 2012, registrou um saldo de 1.153 novos postos de trabalho, o que representa um aumento de 1,41% em relação aos 1.137 novos postos criados no mesmo período de 2011. Para esse mesmo período, considerando os dados do Brasil, o setor bancário registrou em 2012, um saldo de 2.876, contra 18.167 gerados entre janeiro e setembro do ano passado, esses valores significam uma diminuição de 84,2% na criação de novos postos de trabalho no setor.

Entre janeiro e setembro de 2012 foram admitidos 2.569 e desligados 1.416 trabalhadores, resultando em um saldo positivo de 1.153, o que representa um aumento de 1,41% novos postos de trabalho, em relação ao mesmo período de 2011. A média mensal de geração de empregos observada nos nove primeiros meses de 2012, foi 128, superior à observada para o mesmo período de 2011 (126,5).

Agosto e setembro foram responsáveis pelo reaquecimento do ritmo de contratações. Juntos, os dois meses apresentaram saldo de 552 novos postos de trabalho (Gráfico1), valor próximo ao saldo verificado para todo o primeiro semestre no estado.

 

 

 

 

GRÁFICO 1

Admitidos, Desligados e Saldo mensal do emprego bancário

Rio Grande do Sul – janeiro a setembro de 2012

 

                     Fonte: MTE. Caged

                     Elaboração: DIEESE/FETRAFI-RS

 

Na comparação entre os meses de 2012 e 2011, os destaques negativos ficam para os meses de janeiro, fevereiro e junho, com saldos consideravelmente menores, e os destaques positivos ficam para abril, agosto e setembro (Gráfico2).

 

GRÁFICO 2

Saldo mensal do emprego bancário

Rio Grande do Sul – janeiro a setembro de 2011 e 2012

 

                     Fonte: MTE. Caged

                     Elaboração: DIEESE/FETRAFI-RS

 

 

 

GRÁFICO 3

Saldo do emprego bancário, por tipo de banco,

Rio Grande do Sul – janeiro a setembro de 2011 e 2012

 

                     Fonte: MTE. Caged

                     Elaboração: DIEESE – Rede Bancários

 

 

O saldo de 1.153 novos postos de trabalho nos bancos do Rio Grande do Sul, se analisado por tipo de instituição, nos mostra (Gráfico 3) que os responsáveis por esse saldo foram Caixas Econômicas (298), Bancos Múltiplos, com Carteira Comercial (852), e Bancos Múltiplos, sem Carteira Comercial (31), enquanto que nos Bancos Comerciais o saldo foi negativo (-29).

Considerando o total de 1.416 trabalhadores que foram desligados, do setor bancário no Rio Grande do Sul, entre janeiro e setembro de 2012 (Gráfico 4), 49,79% foi a Pedido do próprio trabalhador, enquanto que outros 42,02% dos trabalhadores desligados foram Demitidos sem Justa Causa, 4,31% por Aposentadoria, 2,47% por Demissão com Justa Causa, 0,85% por Morte, e 0,56% por Término de Contrato.

 

 

 

GRÁFICO 4

Motivo de Desligamento no emprego bancário

Rio Grande do Sul – janeiro a setembro de 2012

 

                     Fonte: MTE. Caged

                     Elaboração: DIEESE/FETRAFI-RS

 

Segundo o técnico da subseção do Dieese na Fetrafi-RS, Alex Leonardi, os saldos positivos nos meses de agosto e setembro de 2012, superiores aos demais meses do ano, mostraram a necessidade de aumento do número de trabalhadores nos bancos do Rio Grande do Sul, dado pela expansão do número de agências, principalmente no Banrisul.

 

O técnico também observa que quanto ao percentual elevado dos Desligamentos a Pedido, podemos supor que as condições de trabalho não satisfazem as expectativas desses trabalhadores, seja pelas condições de remuneração ou pelas cobranças e pressões no cumprimento de metas muitas vezes inatingíveis. No entanto, é necessário aprofundar as análises que dizem respeito a esse tema. Já, em relação aos Demitidos sem Justa Causa, muitos desses trabalhadores fazem parte de uma “política de gestão” que busca substituir trabalhadores que estão há mais tempo nos bancos, com salários maiores, por trabalhadores que ingressam recebendo o piso da categoria. Prática essa que deve servir de estímulo as reinvindicações por pisos maiores.

 

Fonte: Dieese com edição da Fetrafi-RS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 8 =