Direção do BB tem de regularizar acordo da CABB

O Banco do Brasil divulgou no dia 4 de janeiro boletim aos funcionários no qual afirma ter cumprido os acordos do aditivo, assinado após a Campanha 2012. Entre eles, o banco cita a unificação das comissões de atendentes A e B, na Central de Atendimento (CABB).

Mas essa cláusula, segundo o diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo e Região João Fukunaga, foi só parcialmente cumprida, pois o BB tem de regularizar a situação dos atendentes que têm promoções por antiguidade e por mérito, cujos salários não podem ser nivelados pelo valor de referência da comissão, estabelecido em R$ 2.554,20. “A conquista, fruto da greve que contou com a adesão massiva dos funcionários da CABB, veio para corrigir uma injustiça e não para reduzir os direitos desses trabalhadores”, afirma.

O dirigente explica que o BB após equiparar atendentes A e B e aumentar o valor de referência, reduziu, por outro lado, o adicional básico de função (ABF) dos atendentes, o que causa distorções na remuneração bruta dos funcionários. “Já cobramos a Dips (Diretoria de Gestão de Pessoas) para que regularize essa situação. Esperamos que até o dia 20, data de pagamento do funcionalismo, isso seja corrigido.”

Fonte: Seeb SP.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =