Bancários protestam contra as demissões em massa no Santander

Justamente agora, nas proximidades do Natal, férias e Ano Novo, momento em que os bancários e as bancárias estão organizando as festas de final de ano, o Santander deflagrou uma nova onda de demissões. Entre setembro de 2012 e 2013, a redução foi de 4.542 empregos, uma queda de 8,2% no quadro de funcionários.

Bancários e Bancárias de Caxias do Sul e Região, participam do Dia Nacional de Luta contra as demissões no Santander, nesta quinta-feira, dia 19 de dezembro.  O som dos apitos, as exclamativas das faixas e cartazes, unem-se à mensagem da carta aberta à população, entregue pelos trabalhadores que nesta véspera de festas paralisam agências e centros administrativos. O motivo é bem conhecido: a falta de respeito do banco espanhol com os trabalhadores brasileiros. O banco lucrou somente no primeiro semestre de 2013, mais de 2,9 bilhões.

Segundo dados do balanço do banco, mesmo com lucro líquido de R$ 4,3 bilhões até setembro deste ano, houve corte de 3.414 empregos no mesmo período. Apenas no terceiro trimestre de 2013, a instituição eliminou 1.124 postos de trabalho. Já nos últimos 12 meses, a redução alcançou 4.542 vagas, queda de 8,2% no quadro de funcionários, que caiu para 50.578 em setembro.


"Exigimos a suspensão imediata das demissões, a geração de novos postos de trabalho, como forma de responsabilidade social e resposta para o desenvolvimento do país", conclui Nelso Bebber, diretor do sindicato dos Bancários de Caxias do sul e Região.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Bancax com Contraf-CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + quinze =