Caixa altera estatuto e permite posse de eleitos no Conselho de Administração

A Caixa Econômica Federal publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira 27 o texto com as alterações no estatuto da empresa que permitem a posse dos representantes dos empregados no Conselho de Administração, eleitos em segundo turno em dezembro do ano passado.

Veja aqui a página do Diário Oficial com a alteração do estatuto da Caixa.

"Foi importante a pressão do movimento sindical e das entidades representativas dos empregados para forçar a Caixa a alterar o estatuto, encerrando mais uma etapa importante na luta dos trabalhadores para assegurar o seu espaço de representação no Conselho de Administração da empresa. Esperamos agora que a posse seja marcada o mais rápido possível", afirma Jair Pedro Ferreira, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa.

Na mais recente iniciativa para pressionar a Caixa e o governo a acelerarem esse processo, o conselheiro eleito Fernando Neiva e a diretora de Administração e Finanças da Fenae, Fabiana Matheus, se reuniram no dia 19 de fevereiro com José Lopez Feijóo, assessor especial da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Neiva explicou a Feijóo ser fundamental a mudança no Estatuto da Caixa, uma vez que o artigo 11 do texto atual diz que só podem integrar o CA do banco aqueles que já ocuparam cargos gerenciais ou cargos relevantes em órgãos ou entidades da administração pública por no mínimo dois anos. "A proposta de alteração já foi encaminhada à Casa Civil pela Caixa", diz o conselheiro eleito.

Feijóo informou no encontro que a Caixa já havia encaminhado a alteração do estatuto à Casa Civil e que já estava acompanhando o processo, assegurando que iria intensificar esse monitoramento.

Conselheiros eleitos

Fernando Neiva (titular) e Rita Serrano (suplente) foram eleitos no início de dezembro de 2013 como representantes dos empregados no Conselho de Administração da Caixa. Ambos receberam, no segundo turno, 13.706 votos, 55,85% do total de votantes. No primeiro turno, em novembro, a vitória veio com 6.094 votos.

No dia 7 de fevereiro, os conselheiros eleitos protocolaram correspondência na qual cobraram de Jorge Hereda, presidente da Caixa, informações conclusivas sobre a data de nomeação e posse junto ao órgão máximo de decisão do banco.

Fonte: Contraf-CUT, com Fenae
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 1 =