Migração do PB1 da Fundação atinge 57,32% dos participantes

A Fundação Banrisul de Seguridade Social ainda está contabilizando os números finais da migração do Plano de Benefícios I. Até às 15h30 desta quarta-feira (09) 57,32% dos 12.715 participantes haviam optado pela saída do plano, sendo que o percentual entre os ativos chegou a 87,65%. As opções de migração ficaram disponíveis até o dia 03 de abril, última quinta-feira, sendo que a Fundação considera todos os termos enviados por malote ou pelo Correio até esta data.

Segundo o diretor da Fetrafi-RS, Carlos Augusto Rocha, o processo de migração foi uma grande vitória para os banrisulenses que estavam atrelados aos problemas do Plano de Benefícios I. “O percentual de adesão aos novos planos entre os participantes ativos é uma prova inquestionável do sucesso das propostas oferecidas”, salienta Rocha.

O dirigente também destaca a atuação do movimento sindical durante a reestruturação da Fundação. “Conseguimos atender uma das demandas mais importantes para os trabalhadores do Banrisul. Tanto a Federação quanto os sindicatos não se limitaram a observar passivamente a elaboração de propostas para resolver as injustiças do Plano de Benefícios I. Entramos nesta luta em defesa dos interesses da maioria e para corrigir distorções históricas”, afirma o sindicalista.

Além de pautar a resolução dos problemas da Fundação Banrisul como prioridade em diversas campanhas salariais, o movimento sindical participou da Comissão Tripartite, também integrada por representantes da Fundação, do Banrisul e de aposentados. Este fórum foi responsável pela elaboração das opções ao Plano de Benefícios I.

“Todo o processo foi conduzido de forma transparente, com base em amplos e exaustivos debates. Sempre motivamos nossa participação nesta Comissão a fim de garantir as melhores condições possíveis de migração. Os números divulgados pela Fundação mostram que os banrisulenses compreenderam isso”, analisa a diretora da Federação, Denise Corrêa.

Fetrafi-RS e SindBancários também ajuizaram um protesto judicial no último dia 03 de abril, com o objetivo de ressalvar direitos dos participantes de possíveis erros administrativos na interpretação do regulamento do Plano de Benefícios I.

Fonte: Imprensa/Fetrafi-RS
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 3 =