Bandidos utilizam marreta de novo e assaltam Santander em Recife

A agência Arrecifes do Santander, localizada na Avenida Conselheiro Aguiar, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, foi assaltada por volta das 10h30 desta segunda-feira (28). De acordo com a Polícia Militar, seis homens quebraram a porta de vidro com uma marreta, invadiram o banco e renderam dois vigilantes, o que gerou pânico entre clientes e funcionários.

"Foi uma ação muito tensa porque os assaltantes decidiram aguardar o temporizador do cofre", relata o secretário de Saúde do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Wellington Trindade.

Foram mais de 15 minutos de tensão. Clientes foram obrigados a deitarem no chão e tiveram seus pertences roubados. Funcionários sofreram ameaças. "Os bandidos estavam muito inquietos por terem que esperar a abertura do cofre", conta o dirigente do Sindicato.

Eles levaram um malote de dinheiro, de quantia não divulgada, e dois revólveres, que pertenciam aos vigilantes. A ação ocorreu logo após a agência ter sido abastecida por um carro-forte. A suspeita da polícia é de que parte dos bandidos já estavam dentro do Santander, que fica em frente ao supermercado Extra.

Segundo levantamento do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, a ocorrência elevou para seis o número de assaltos a bancos no Estado desde o início do ano.

Assim que foi informado da ação, o Sindicato ligou para o banco, solicitou atendimento psicológico para os trabalhadores e dirigiu-se à unidade. Lá, conversou com os funcionários e falou com o banco sobre a abertura da CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho). "Também orientamos os bancários que não tiverem condições de trabalhar a entrarem de licença", diz Wellington. A agência permaneceu fechada nesta segunda.

Insegurança

Este foi o segundo assalto com uso de marreta em 2014 no Recife. Não é, portanto, algo "raríssimo" como alegou o negociador da Fenaban, na última quarta-feira (23), durante a reunião de acompanhamento do Projeto-piloto de Segurança Bancária.

Para o diretor do Sindicato e representante do Nordeste no Coletivo Nacional de Segurança Bancária, João Rufino, a falta de vidros blindados facilitou a ação dos bandidos.

"Temos cobrado a Fenaban para incluir este item no Projeto-piloto. Mas os bancos recusam o vidro blindado, que teria dificultado o roubo ao Santander", destaca o dirigente sindical.

Fonte: Contraf-CUT com Seec Pernambuco e NE 10
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 15 =