Itaú cancela bateria de caixas de agência e gera caos no atendimento

O Itaú Unibanco decidiu transformar a agência 9233, na cidade de Santo Ângelo em uma unidade de negócios. A mudança extinguiu a bateria de caixas da unidade, causando um transtorno imenso a bancários e clientes. Além de mudar a dinâmica do atendimento, empurrando a clientela para os caixas eletrônicos, o Banco retirou os equipamentos de segurança da agência, o que impõe um risco constante de assaltos.

“Os clientes não foram informados pelo Banco sobre a mudança no atendimento da agência, sendo que as colegas precisam explicar a cada cliente o que está ocorrendo. Esta situação tem gerado diversos pedidos de encerramento de conta que, na medida do possível, as colegas estão tentando reverter. As bancárias têm assumido funções de GG e GO, resolvendo problemas destas áreas sem receber nenhuma contrapartida financeira”, explica a diretora do Sindicato dos Bancários, Cristiane Martins.

Nesta segunda-feira, 05, as filas na agência 9233 foram quilométricas e não havia estagiária para ajudar no autoatendimento. “Uma colega sofreu ameaças e ofensas de uma cliente enfurecida, porque a bancária passou o dia efetuando pagamento de aposentadorias. Alguns clientes que estavam no local impediram maiores agressões e se ofereceram para testemunhar a favor da funcionária, caso ela resolva registrar um boletim de ocorrência contra a cliente que a ofendeu”, observa a dirigente sindical.

Segundo a diretoria do Sindicato dos Bancários de Santo Ângelo, a situação da agência 9233 é caótica com base na falta de funcionários, sobrecarga de trabalho, sistemas problemáticos, não cumprimento do horário de almoço dos bancários e clientes insatisfeitos com as mudanças.

“Já na unidade 0339, um dos grandes problemas tem sido a resistência dos clientes em utilizar o autoatendimento. Sem o atendimento direto no caixa, eles migram para a outra agência. A situação sobrecarrega o único caixa que existe nesta unidade. Se o Banco extinguiu a função na agência 9233, poderia criar mais uma vaga na agência 0339 a fim de minimizar o problema de atendimento”, argumenta a presidente do Sindicato, Carmen Dalmaso.

Conforme as sindicalistas, os funcionários e funcionárias do Itaú estão trabalhando sob grande pressão e estresse, uma vez que não conseguem dar conta do atendimento. “O caixa da agência 0339 teve que ser atendido na Unimed na semana passada com hipertensão arterial. A GO da 0339 tenta atender às duas agências, mas também não consegue vencer o trabalho, tarefa impossível para um funcionário”, explica Carmen.

A Fetrafi-RS encaminhará ofício à COE/Itaú nesta quarta-feira, 07, para que a situação das unidades de Santo Ângelo seja denunciada à direção do Banco.

Fonte: Imprensa/Fetrafi-RS
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × dois =