Ato em Brasília cobra contratação dos concursados de 2012 da Caixa

Os empregados da Caixa Econômica Federal não suportam mais excesso de trabalho, estresse, horas extras diárias e adoecimento ocasionado pelo déficit de trabalhadores. Para pressionar a empresa a melhorar as condições de trabalho, o Sindicato dos Bancários de Brasília e os aprovados no concurso de 2012 realizaram, nesta terça-feira (6), mais um ato conjunto por mais contratações.

A atividade começou em frente à agência da Caixa do Setor Comercial Sul. Em seguida, os manifestantes seguiram em caminhada até o Edifício Matriz II.

Empregados que trabalham no Matriz II e nas imediações do prédio aprovaram a manifestação por mais contratações e participaram do ato com palavras de apoio.

Falta pouco mais de um mês para o fim da validade do concurso da Caixa de 2012 e o banco não mostra disposição em realizar as contratações dos aprovados no certame. O Sindicato, com o apoio dos aprovados, cobra que essas contratações sejam realizadas com urgência, uma vez que a Caixa convoca lentamente os aprovados.

Dest já autorizou a contratação de mais empregados

Desde 2013, o aumento da dotação de empregados da Caixa para 111.922 empregados foi aprovado pelo Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais (Dest), vinculado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

"Nas negociações com os sindicatos, incluindo o de Brasília, a Caixa afirma que não tem condições financeiras de contratar mais empregados. No entanto, constatamos que a informação é infundada, pois o próprio Dest já autorizou as novas contratações. Em vez de a Caixa contratar os aprovados, fez novo concurso com uma despesa muito maior. A Caixa gastou R$ 28 milhões no concurso realizado em 2012. Já no certame de 2014 foram investidos mais de R$ 40 milhões", critica o secretário de Finanças do Sindicato, Wandeir Severo, que também é empregado da Caixa.

Enquanto as convocações ocorrem a conta-gotas, os empregados vivem um verdadeiro mar de estresse e adoecimento com as agências lotadas e o serviço sendo acumulado devido ao número insuficiente de trabalhadores.

O Sindicato recebeu várias denúncias de trabalhadores que fazem horas extras em excesso, adoecimento generalizado ocasionado pela sobrecarga de trabalho, gerentes que não batem o ponto e que trabalham mais de oito horas diárias, entre outras irregularidades.

Outro dado alarmante apurado durante as visitas do Sindicato nos locais de trabalho é que as agências com grande demanda de atendimento funcionam com a dotação de 12 a 20 empregados a menos que o mínimo necessário.

"Continuaremos pressionando a Caixa para que as contratações ocorram com a agilidade necessária. Os empregados não podem mais ficar submetidos a situações de estresse e sobrecarga constante no trabalho", ressalta Wandeir.

Repercussão

Além do apoio dos empregados do Matriz II e da população, o ato organizado pelo Sindicato e pelos aprovados no concurso de 2012 foi destaque na imprensa local. Os sites Correioweb e Educação Avançada destacaram a manifestação realizada nesta terça em Brasília.

Fonte: Seeb Brasília
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 1 =