Insegurança: Agência do Santander fica fechada após assalto

Dirigentes do SindBancários estiveram na Agência Cavalhada do Santander nesta quarta-feira, 21, para garantir que o banco investisse em equipamentos de segurança que realmente garantissem a segurança dos trabalhadores. A unidade foi alvo do ataque de uma quadrilha de assaltantes na terça-feira, 20.

A ação ocorreu por volta das 10h da manhã. Cinco criminosos ingressaram no interior da agência enquanto um aguardou do lado de fora, dando cobertura aos comparsas. Os bandidos desarmaram os vigilantes e ficaram com as revólveres. Todas as pessoas que estavam no interior da agência ficaram sentadas, na mira de pistolas, enquanto o cofre era aberto.

A ação deixou os bancários apavorados. Não só por terem sido reféns de seis homens armados por cerca de uma hora, mas porque a ação dos criminosos expôs vulnerabilidades da agência. “Vamos acompanhar de perto nos próximos dias e semanas, se o banco estará fazendo os investimentos urgentes e necessários em equipamentos. Os colegas dessa agência precisam de tempo para se recuperarem. Não podem trabalhar”, diz a diretora do SindBancários e funcionária do Santander Natalina Gué.

A diretora do Sindicato, Milena de Oliveira, disse que os assaltantes eram profissionais. Além de levantarem informações sobre a rotina da agência, não machucaram ninguém. “Os assaltantes seguiram uma tendência que nós já verificamos no nosso acompanhamento de casos de ataques a bancos no Sindicato. Eles trabalham com um esquema de levantamento de informações muito preciso. Sabem da rotina, de horários de cofres e até de vulnerabilidades de agência. Por isso é preciso que os bancos invistam mais na proteção dos bancários”, aponta Milena.

Então, os criminosos entraram no cofre e levaram uma quantia em dinheiro. De acordo com a Polícia Civil, os assaltantes também levaram os HDs dos computadores que armazenam as imagens do sistema de vídeo interno.

Um ataque a cada dois dias em maio

Até a terça-feira, 20/5, o número de ataques registrados pelo acompanhamento do SindBancários, chegou a 11 no mês de maio. É uma média de um ataque a cada dois dias.

Estatística do medo

Maio de 2014
1. Dia 1º/05: Caixa (Porto Alegre – Avenida Sertório). Tentativa de arrombamento de agência.
2. Dia 1º/05: Banco do Brasil (Porto Alegre – Bairro Azenha). Tentativa de arrombamento de agência.
3. Dia 1º/05: Banco do Brasil (Cruz Alta) – Tentativa de arrombamento de caixa eletrônico com prisão em flagrante.
4. Dia 03/05: Sicredi (Fagundes Varela). Assalto à mão armada.
5. Dia 03/05: Banco do Brasil (Fagundes Varela). Assalto à mão armada (mesma quadrilha que assaltou Sicredi).
6. Dia 04/05: Banco do Brasil (Porto Alegre – Agência avenida Farrapos com São Pedro). Arrombamento de caixa eletrônico com maçarico.
7. Dia 05/05: Santander (Porto Alegre – Agência Estrada do Forte). Arrombamento.
8. Dia 07/05: Sicredi (Flores da Cunha). Explosão em agência.
9. Dia 13/05: Caixa (Porto Alegre – Agência Partenon). Arrombamento com furto de computador.
10. Dia 14/05: Bradesco (Pelotas – Agência Três Vendas). Assalto à mão armada, com vidro de agência quebrado e reféns.
11. Dia 21/05: Santander (Porto Alegre – Agência Cavalhada). Assalto à mão armada com reféns.
 

Fonte: Imprensa/SindBancários com edição da Fetrafi-RS
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + onze =