Conferência Estadual organiza a mobilização da Campanha Salarial no fim de semana

Neste fim de semana, vamos definir os rumos da nossa mobilização e as nossas estratégias para enfrentar os banqueiros. A partir das 8h do sábado, 31 de maio, delegados dos Sindicatos do Estado irão debater e formalizar uma pauta de propostas dos bancários gaúchos. Precisamos organizar a nossa mobilização na 16ª Conferência Estadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras para sairmos fortalecidos e organizados para as lutas que temos pela frente.

A participação de todos é fundamental para que possamos fortalecer a unidade e ampliar as chances de conquistar direitos e benefícios nas mesas de negociação com a Fenaban a partir da data-base, 1º de setembro.

Além do fórum geral dos bancários, haverá reuniões por bancos. No domingo, 1º de junho, serão eleitos os representantes dos bancários gaúchos à 16ª Conferência Nacional, que ocorre de 25 a 27 de julho, em São Paulo.

Chegou a hora de pensar o futuro da nossa luta!

A vida dos bancários não anda fácil. Além de os colegas enfrentarem diariamente cobrança de metas abusivas e uma gestão que incorporou o remédio e o assédio moral como ferramentas de ampliação do lucro e de exploração dos trabalhadores, ainda temos que lidar com a insegurança e o medo dentro das agências. Bancários estão adoecendo.

O nosso remédio é a unidade. Por isso, é importante tomarmos decisões juntos sobre as batalhas que teremos a travar num futuro próximo. É hora de preparar a nossa Campanha Salarial 2014!

E por que precisamos estar atentos aos passos que damos na direção de conquistas de direitos? Porque os banqueiros só querem explorar e demitir enquanto os lucros aumentam. Nos primeiros quatro meses deste ano, segundo a Pesquisa de Emprego Bancário, o sistema financeiro fechou 2.567 postos de trabalho, precarizando o serviço e sobrecarregando os trabalhadores.

Sebemos que essa estratégia de cortar vagas serve aos interesses do crescimento dos lucros e da remuneração dos grandes acionistas e não tem justificativas numa economia estabilizada como a brasileira, que gerou 458.145 novos postos formais de trabalho de janeiro a abril.

Bradesco, Itaú, Santander e Banco do Brasil, juntos, lucraram, no primeiro trimestre do ano, R$ 10,5 bilhões, alta de 15% em média, em relação ao mesmo período do ano passado. Isso que não estamos computando o crescimento da Caixa, de cerca de 18%, e do Banrisul, que, apesar do recuo anunciado no lucro líquido, mantém uma média de crescimento estável e saudável. O HSBC teve lucro reduzido. Mas isso não é culpa dos trabalhadores. Não há nada que justifique as demissões que continuam ocorrendo no sistema financeiro.

Por essas e outras razões vamos cobrar dos bancos mais respeito. É hora de contratar, melhorar o atendimento dos clientes e investir nos colegas. Melhores salários, condições de saúde, investimento em segurança dos trabalhadores é o que merecemos e precisamos. Mas nada disso vem de graça.

É tempo de unidade e mobilização!


Programação


16ª Conferência Estadual dos Bancários

Sábado, 31/5

8h às 14h: Credenciamento de delegados

9h: Abertura oficial da Conferência

Após a abertura

Palestra “1964: golpe midiático-civil-militar”com o jornalista, colunista do Correio do Povo e professor, Juremir Machado da Silva.

Painéis sobre conjuntura econômica nacional

> Economista técnico do Dieese Nacional, José Silvestre Prado de Oliveira.

> Supervisor técnico do Escritório Regional do Dieese, Ricardo Franzoi, analisa o desempenho do sistema financeiro no primeiro trimestre com ênfase para os bancos gaúchos.

À tarde

Encontros estaduais por bancos – Banrisul, Banco do Brasil, Caixa, Bancos Privados (Bradesco, Itaú, HSBC, Santander e outros).

Domingo, 1º/6

A partir das 9h: Debates sobre emprego e remuneração; saúde e condições de trabalho. Segurança bancária e sistema financeiro nacional e estratégias para a campanha salarial 2014/2015.

À tarde

Eleição dos representantes dos bancários gaúchos à 16ª Conferência Nacional, que ocorre de 25 a 27 de julho, em São Paulo.

Fonte: Imprensa SindBancários com edição AI Sindicato dos Bancários de Caxias do Syul e Região
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 14 =