HSBC recua em Brasília e autoriza uso de verde e amarelo durante a Copa

Tão logo tomou conhecimento do veto do HSBC ao uso do verde e amarelo em suas dependências durante a Copa do Mundo, o Sindicato dos Bancários de Brasília denunciou o caso e exigiu o fim da proibição. Nesta sexta-feira (20), diretores do Sindicato percorreram todas as agências do banco inglês no Distrito Federal para conversar com os gestores sobre a postura autoritária da instituição financeira.

Após a pressão do Sindicato e a mobilização dos trabalhadores, o HSBC recuou e permitiu os trabalhadores a usar as cores do Brasil.

"O banco agiu em total descompasso com o sentimento dos bancários, que querem expressar o patriotismo usando as cores do Brasil. Além disso, o uso do verde e amarelo não vai prejudicar o desempenho profissional dos trabalhadores. Pelo contrário, é uma forma simpática de receber clientes e usuários do banco", destaca o diretor do Sindicato, Paulo Frazão, que também integra a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do HSBC.

Também participaram das reuniões nas agências do HSBC os diretores do Sindicato Raimundo Dantas, Edmilson Lacerda e Rosane Alaby.

Pela Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Centro Norte (Fetec-CUT/CN), participaram os diretores Matuzalém Albuquerque, Washington Henrique e Juliano Rodrigues.

Fonte: Seeb Brasília
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 17 =