TRT-RS confirma segurança em agências de negócios do Itaú em Porto Alegre

O Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região já havia obtido liminar que impedia o Itaú de abrir as chamadas agências de negócios sem a presença de vigilantes armados e sem a colocação de portas giratórias à prova de projéteis de armas de fogo.

Agora essa liminar foi confirmada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª Região, em decisão proferida no mandado de segurança interposto pelo Sindicato, através do advogado Antônio Vicente Martins,.

O presidente do Sindicato, Everton Gimenis, comemorou a nova decisão judicial. "O mandado de segurança reafirma que a legislação relativamente à segurança nos estabelecimentos bancários deve ser observada. Não pode haver abertura de agências que manipulem dinheiro sem a presença de vigilantes armados e sem a colocação de portas giratórias", afirmou.

A diretora do departamento jurídico do Sindicato, Geovana Freitas, destacou a importância da decisão do TRT-RS. "A confirmação da liminar que já tínhamos obtido representa uma importante vitória na luta pela segurança no trabalho dos bancários", salientou.

O diretor do Sindicato, secretário de Imprensa da Contraf-CUT e coordenador do Coletivo Nacional de Segurança Bancária, Ademir Wiederkehr, avaliou que essa decisão reforça ainda mais a luta dos bancários e vigilantes em todo o país por segurança nas agências de negócios.

"Essa confirmação da liminar, assim como decisões já obtidas por outros sindicatos, contribui, e muito, na luta que travamos em várias frentes para obrigar os bancos a garantir segurança nas agências de negócios e proteger a vida de trabalhadores e clientes", enfatizou Ademir.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Porto Alegre
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 10 =