Mobilização faz Itaú recuar e suspender revistas a bancários no Rio

O Itaú baixou uma ordem no Rio de Janeiro: revistar os funcionários ao entrarem e ao saírem das dependências do conglomerado. Foi um constrangimento geral. As bancárias e bancários protestaram, foram às ruas e venceram.

O banco retrocedeu, cancelando a ordem. Disse até que nenhum trabalhador pode ser tocado ou ter seus pertences remexidos. Uma conclusão que poderia ter sido encontrada facilmente, antes da ordem esdrúxula.

E para variar, jogou a culpa do malfeito para cima dos gestores – também trabalhadores -, dizendo que eles não entenderam que a ordem era de inspecionar somente volumes grandes, como caixas. Uma emenda ruim para um péssimo soneto.

Caso algum bancário ou bancária for submetido à revista, deve denunciar a Secretaria de Bancos Privados do Sindicato dos Bancários do Rio, pelo telefone 3103-4119/4124/4172.

"Finalmente o banco reconheceu seu erro absurdo. Mas nós, trabalhadoras e trabalhadores bancários, insistimos que o banco invista em segurança, pela vida dos bancários e dos clientes e não constranger bancários com revistas", disse a vice-presidente do Sindicato, Adriana Nalesso.

Fonte: Seeb Rio
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 13 =