Para Fetraf-RJ/ES, o emprego deve estar em primeiro lugar na Campanha 2015

O emprego deve ser a principal reivindicação da categoria na Campanha Nacional 2015, na opinião de Nilton Damião Esperança, o Niltinho, da Fetraf Rio de Janeiro/Espírito Santo. "Sabemos como está o cenário, mas acreditamos que é uma crise mais política do que econômica, pois estamos acompanhando o setor financeiro e lá a crise praticamente não existe", disse.

Porém, Niltinho sabe que o cenário atual atrapalha a mobilização dos trabalhadores. "A maioria dos bancários enxerga o cenário como perigoso, principalmente, em relação ao emprego, que é a maior preocupação do trabalhador. Então, a gente vê a mobilização complicada, não só na base, mas também para o debate com a população, que geralmente nos acompanha."

Ele avalia que, pelos resultados dos bancos nos últimos anos e até no primeiro semestre de 2015, a pedida de 16% de reajuste salarial não é nada absurda. "A expectativa é muito grande de que a gente consiga uma campanha vitoriosa, como nos outros anos que a gente conseguiu aumento real, apesar do cenário politicamente não ser favorável", afirmou.

Até por isso, segundo o presidente da Fetraf-Rio de Janeiro e Espírito Santo, a população também será importante neste ano. "Nós já fizemos o lançamento da campanha, mostrando para os bancários a realidade dos bancos. Mostramos para a população também que a nossa preocupação não é só econômica da categoria, mas também uma preocupação com a população geral. Nós temos uma preocupação com o atendimento, com os juros altos e as tarifas que são pagas", lembrou. Ele ainda completou. "Precisamos trazer a população para o nosso lado, explicando como é o lucro dos banqueiros, que não foi influenciado em nada nessa crise política que o Brasil está atravessando."

Fonte: Fetraf-RJ/ES
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =