Banrisul se recusa a debater Plano de Carreira em negociação específica

Em reunião ocorrida na tarde desta quinta-feira (10) na Associação dos Bancos do RS, em Porto Alegre, os representantes do Banrisul adiantaram que a direção não aceita discutir o Plano de Carreira nas rodadas específicas da Campanha Salarial. O Banrisul frustrou as expectativas do movimento sindical, que no mínimo esperava mais disposição do Banco para a resolução das demandas dos trabalhadores.

Os dirigentes sindicais salientaram, logo no início da reunião, que os banrisulenses querem negociações objetivas e com resultados efetivos, destacando a possibilidade de mais uma greve forte no Banrisul, se a direção do Banco não avançar nas tratativas sobre a pauta específica.

Agilidade e resultados

O Comando Nacional dos Banrisulenses cobrou agilidade e resultados na mesa de negociação, exigindo seriedade dos negociadores do Banco. Os dirigentes destacaram que o encaminhamento de diversos itens da pauta específica, que geram grande insatisfação no quadro de funcionários, não tem reflexos financeiros para o Banrisul.

"Queremos uma proposta do Banco que alivie o tamanho da nossa pauta. Temos reivindicações represadas, que precisam ser resolvidas pelo Banrisul. Esperamos um debate produtivo. O Plano de Carreira está na cabeça dos funcionários e constitui o principal tema da pauta", destacaram os sindicalistas.

Prorrogação do Aditivo

Os negociadores do Banrisul informaram que o Acordo Aditivo assinado em 2014 será mantido até o fim das negociações específicas, quando deverá ser assinado um novo instrumento. O banco também garante a manutenção das conquistas já agregadas ao ACT, em negociação com a Fenaban.

Por outro lado, destacaram que as negociações específicas estão limitadas à capacidade do Banco, diante do cenário econômico adverso. "Como signatário da Fenaban, o Banrisul vai cumprir o que for acertado na mesa geral de negociação da Campanha Salarial", disse o superintendente de Gestão de Pessoas, Gaspar Saikoski.

O representante do Banco também reiterou a negativa da instituição diante da reivindicação do Plano de Carreira. "Não vamos tratar de questões do Plano de Carreira durante as negociações da Campanha Salarial", enfatizou o negociador do Banrisul.

Mobilização

Os dirigentes sindicais destacam a importância da grande mobilização dos banrisulenses nesta quinta-feira, que trabalharam usando roupas de cor preta. Colegas de várias agências do Estado e da Região Metropolitana de Porto Alegre vestiram preto para mostrar que querem ver suas reivindicações atendidas. "A participação massiva dos colegas em todas as atividades convocadas pela Federação e sindicatos é essencial para pressionar a direção do Banrisul durante as negociações. Vamos dar o nosso tom à Campanha Salarial", destacam os membros do Comando dos Banrisulenses.

Próxima mesa

A próxima rodada específica foi agendada para o dia 17 de setembro, quinta-feira, às 14h.

Fonte: Seeb Porto Alegre
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =