Movimento grevista avança em Caxias

Os bancários de Caxias do Sul e Região demonstram sua insatisfação com a proposta de reajuste de apenas 5,5% nos salários dos trabalhadores de instituições financeiras, mais abono de R$ 2,5 mil. Nesta quarta-feira chega a 50 o número de agências paralisadas, sendo 44 em Caxias e as demais em Canela (1), Farroupilha (1), Flores da Cunha (2), Garibaldi (1) e São Marcos (1).

O coordenador da Secretaria de Organização e Política Sindical do Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul, Nelso Bebber, lembra que é normal o crescimento do movimento grevista, na medida que os trabalhadores tomam conhecimento da proposta oferecida pelos bancos. “A Fenaban insultou os bancários com esta proposta de 5,5% de reajuste, que não contempla nem mesmo a inflação do período, que é de 9,88%. E ainda acenam com uma oferta de abono, uma prática costumeira nos anos de 1990. Por isso os bancários dizem não ao retrocesso. E a maneira de negar a oferta e pressionar um aumento real é a greve”, diz Bebber.

O dirigente lembra que as negociações iniciaram em agosto, sem avanços. “Nos últimos anos a categoria, com luta e união, vem arrancando aumentos reais. Os balanços dos bancos neste primeiro semestre de 2015 mostra que os bancos, mesmo com a propagada crise, vem apresentando ganhos absurdos. E é às custas da saúde dos trabalhadores e da população que estes lucros continuam exorbitantes", reforça Bebber.

Paralisações crescem no Estado

O crescimento da greve dos bancários no segundo dia de movimento fica evidente através dos números divulgados pela Fetrafi-RS. O quadro de greve aponta a ampliação do número de unidades paralisadas de 767 para 862, sendo 397 em Porto Alegre e Região metropolitana e 465 no Interior.

A Caixa é o banco com mais unidades em greve no Interior, com 153 agências paralisadas, seguida pelo Banrisul, com 119. Entre as instituições privadas a disputa pela primeira posição no ranking da greve fica entre Bradesco com 42 agências em greve e Santander com 38.

A greve é registrada por 37 dos 38 sindicatos filiados à Federação gaúcha

AGÊNCIAS PARALISADAS NA BASE DO SINDICATO CAXIENSE

BRADESCO
Agências Centro, Imigrante e Marques do Herval, todas em Caxias do Sul.

BANCO DO BRASIL
Agências Ana Rech, Pio X, Capuchinhos, Lourdes, Ernesto Alves, São Pelegrino, Perimetral Norte, Campos dos Bugres e Bairro Cruzeiro, em Caxias do Sul. A agência de Flores da Cunha também paralisou as atividades.

ITAÚ
Agências Júlio de Castilhos, Centro, Cidade da Uva, São Pelegrino e Sinimbu, todas em Caxias do Sul.

SANTANDER
Agências Centro, Pioneira, São Pelegrino e Sinimbu, em Caxias do Sul.

BANRISUL
Agências Alfredo Chaves, Ana Rech, Capuchinho, Caxias do Sul, Pio X, Praça da Bandeira, UCS e Villagio Iguatemi, todas em Caxias do Sul
Nova Vicensa/Farroupilha
Flores da Cunha/Flores da Cunha

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agências Pio X, Santa Catarina, Caxias do Sul, Jardim do Shopping, Justiça do Trabalho, Capuchinhos, Perimetral Norte, Nossa senhora de Lourdes, UCS, Vinte de Setembro, GIGOV, GIHAB e GIRET Serra Gaúcha, todas em Caxias do Sul
Agência Canela/Canela
Agência Garibaldi/Garibaldi
Agência São Marcos/São Marcos

Farroupilha/Farroupilha

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + dezenove =