Fetrafi-RS garante na Justiça o exercício do direito de greve

A Fetrafi/RS ajuizou Ação Civil Pública para assegurar aos bancários grevistas os direitos de manifestação na frente das agências. A entidade obteve liminar favorável na manhã desta quarta-feira (06), emitida pelo juiz do trabalho, Marcio Lima do Amaral. Com isso, os dirigentes sindicais poderão entrar nos locais de trabalho, na tentativa de convencer os colegas não grevistas a participarem da paralisação. A sentença reafirma o direito de organização e execução da greve nas bases dos 38 sindicatos filiados à Federação.

O juiz da 26ª Vara do Trabalho de Porto Alegre concedeu a antecipação de tutela garantindo a dois sindicalistas o direito de entrar nas agências duas vezes por dia, durante 20 minutos, para tentar convencer os não grevistas a participarem da greve. Os bancos que tentarem impedir a ação sindical na organização e execução da greve estarão sujeitos à multa no valor de R$ 500.000,00 por descumprimento reversível ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

"A liminar é uma importante conquista para a greve dos bancários. Temos garantir o livre direito de manifestação na luta pelas reivindicações da Campanha Salarial. O movimento paredista é o instrumento de pressão que dispomos para obrigar os bancos a voltarem às negociações, mas desta vez com propostas efetivas para renovação da nossa Convenção Coletiva de Trabalho”, destaca o diretor da Fetrafi-RS, Arnoni Hanke.

FeitoComunicação/Fetrafi-RS
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 14 =