Promoção por mérito na Caixa cai até dia 20

Uma das principais conquistas dos trabalhadores da Caixa Federal, a promoção por mérito, será paga pela direção do banco público até 20 de janeiro. A informação foi passada à Comissão Executiva dos Empregados que cobrou da instituição financeira a informação sobre qual percentual de trabalhadores farão jus a um ou dois deltas e quantos não serão contemplados.

Francisco Pugliesi, diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, destaca que essa promoção é fruto de longo processo de negociação com a Caixa Federal e, a cada ano, busca-se o aprimoramento para que cada vez mais pessoas sejam contempladas. "Cada delta corresponde a reajuste de 2,33% no Plano de Cargos e Salários. São pagos no máximo dois deltas. Reajuste que não sofre desconto do que foi conquistado na Campanha 2015.”

As regras acordadas pelo movimento sindical e a direção da Caixa para obtenção dos deltas são baseadas em critérios objetivos e subjetivos: tem direito a um delta quem atinge 40 pontos.

Os critérios objetivos são distribuídos da seguinte forma: 20 pela conclusão de 30 horas anuais de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e outros 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon).

Já os critérios subjetivos contam 20 pontos. Nesse caso cada empregado indica de dois a oito empregados da unidade (preferencialmente da sua equipe) que atenderam aos critérios de avaliação como relacionamento no ambiente de trabalho e contribuição para a solução de problemas. O número de indicações varia em função do tamanho do setor, e a distribuição dos 20 pontos vai variar em função do número de indicações recebidas.

Serão contabilizados ainda 10 pontos extras para o empregado que fez cursos para seu autodesenvolvimento.

Fonte: Seeb SP
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =