Contraf-CUT começa a discutir com Coletivo de Imprensa a campanha de mídia 2016

A Contraf-CUT convida seu coletivo de imprensa a participar nesta terça-feira (15), às 10h, na sede da Confederação, em São Paulo, da primeira reunião do ano para discutir o calendário da campanha salarial e de mídia 2016.

Assim como no ano passado, objetivo é construir conjuntamente, com Sindicatos e Federações da base, o projeto de comunicação que vai dialogar com bancários e com toda a sociedade sobre as reivindicações e os problemas enfrentados pela categoria.

“Em 2015, o mote “Exploração, não tem Perdão”, conseguiu alcançar não só os trabalhadores do setor financeiro, mas também clientes e cidadãos de forma geral. A Campanha de mídia foi um sucesso ao dialogar com todos. O novo site da Contraf, os tuitaços e as mobilizações no facebook também fizeram a diferença e deram mais voz aos bancários. O site teve 162 mil acessos num só dia durante a greve. Sendo que 52% dos acessos na semana foram através de celulares”, ressalta o secretário da Imprensa da Contraf-CUT, Gerson Pereira.

Além de todas as novas ferramentas de comunicação lançadas no ano passado, a Campanha Nacional 2016 também vai contar com a Rádio WEB Contraf-CUT. Com uma programação de 24 horas, contendo notícias, entrevistas e uma programação musical bem diversificada, a rádio web é a grande novidade deste ano.

“A rádio web transmite conteúdo ao vivo, vamos poder colocar no ar a campanha em tempo real, com a mobilização dos bancários nas ruas e as notícias sobre as negociações com os bancos. A rádio é um importante canal de comunicação, que leva a informação mais rapidamente, ampliando assim o nosso projeto de mídia”, explica Gerson.

Na encontro desta terça-feira (15), todas as novas ferramentas de comunicação serão apresentadas ao Coletivo de Imprensa, o qual definirá as datas das próximas reuniões, para construção do mote da Campanha Nacional 2016.

Agenda

Reunião Coletivo de Imprensa

Tema: Campanha Nacional 2016

15 de maço (terça-feira)

10h – Contraf-CUT (SP)

Fonte: Contraf-CUT 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =