Fetrafi-RS prepara 18ª Conferência Estadual e Bancários (as)

Grandes debates envolverão bancários e bancárias na 18ª edição da Conferência Estadual, maior fórum de discussão e deliberação da Campanha Salarial no Estado. Além de preparar os trabalhadores para o enfrentamento com os banqueiros, o evento deste ano tem o desafio de discutir a organização da categoria, diante das adversidades econômicas e políticas na atual conjuntura do país. O evento será realizado na nova sede da Federação (Rua Fernando Machado nº 820, Centro Histórico), nos dias 4 e 5 de junho, sábado e domingo. A Conferência é aberta à participação de bancários de todo o Estado, oriundos das bases dos 38 sindicatos filiados à Fetrafi-RS.

"A Conferência vai debater nossas prioridades enquanto categoria organizada, mas também vai evidenciar a necessidade de enfrentar os ataques aos direitos dos trabalhadores que já estão em curso. Estamos vivenciando um momento delicado na política, muito negativo para a maior parcela da população brasileira, que não integra a elite articuladora do golpe contra a presidente Dilma”, explica o diretor de Comunicação da Federação, Juberlei Bacelo.

Na avaliação do sindicalista, mais do que nunca o embate com os banqueiros será extremamente difícil. "A Campanha Salarial vai se desenrolar de maneira paralela às lutas gerais da classe trabalhadora para evitar retrocessos. Teremos grandes batalhas na defesa dos direitos já conquistados e pela manutenção dos bancos públicos”, analisa Juberlei.

Força e unidade

A categoria bancária é reconhecida pela unidade e disposição nas lutas políticas. Protagonistas em diversos momentos históricos do País, os bancários sempre estiveram na linha de frente em defesa da democracia, dos direitos dos trabalhadores e da classe trabalhadora em geral. "Além dos interesses enquanto categoria, temos o dever moral de defender aqueles mais desprotegidos e à margem de direitos garantidos pelo Estado. Nos últimos anos vimos a miséria retroceder, as camadas mais pobres do povo brasileiro tendo acesso a direitos básicos. Isto com certeza incomoda as elites que sempre dominaram a política brasileira. Vamos enfrentar juntos os ataques já anunciados e aqueles que ainda estão sendo tramados por este governo ilegítimo, juntamente com o Congresso mais corrupto que este País já teve”, garante o dirigente sindical.

Fonte: Comunicação/Fetrafi-RS
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 4 =