INSS começa na semana que vem a revisão de afastados por doença

Trabalhadores afastados há mais de dois anos devido a problemas de saúde devem ser convocados a partir da próxima semana, pelo INSS, para realização de novas perícias. Conforme a superintendência do órgão no Estado, os segurados serão informados através dos Correios sobre a data de exame para revisão do benefício. Os mais jovens devem ser os primeiros a ser convocados.

Invalidez também está na mira

Depois dos auxílios-doença, as aposentadorias por invalidez também devem passar pelo pente-fino. A estimativa é de que quase 90 mil perícias sejam revisadas no Rio Grande do Sul. Em nível nacional, o INSS espera analisar mais de 500 mil afastamentos, apenas na primeira etapa. A intenção do governo federal é economizar R$ 7,1 bilhões em todo o País.

Mutirão

Para o mutirão de perícias, os médicos responsáveis devem receber adicionais para cada exame extra realizado. A média de procedimentos deve passar de 700 mil para 800 mil ao mês, a partir de agosto.

Culpando os trabalhadores

"O governo interino de Michel Temer está tratando os aposentados e afastados por doença como párias ou vigaristas”, diz o presidente do SindBancários, Everton Gimenis. "É uma tentativa de culpar os trabalhadores pelos problemas do país e reduzir os custos sociais, para que sobrem mais recursos para os setores que concentram a renda no Brasil”, completou o sindicalista.

Fonte: Imprensa SindBancários com informações e foto da Rádio Guaíba
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − onze =