Pepe denuncia: reforma é excludente e impedirá aposentadorias

“A Reforma da Previdência tem o objetivo único de fazer a alegria do sistema financeiro e das instituições que vendem previdência privada” – esta denúncia contundente foi a tônica da palestra do deputado federal Pepe Vargas (PT/RS) titular da Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, no evento Reforma da Previdência em Debate, realizado no dia 31 de março. Mostrando planilhas que provam que apenas 23% do orçamento da União é destinado à Previdência Social, enquanto juros e amortização da dívida pública consomem quase 43%, o deputado afirmou que a reforma é excludente e impedirá que grande parte da população consiga se aposentar.

Para Pepe Vargas, mudar a previdência significa fazer um pacto entre gerações: “Entendemos que é necessário fazer uma discussão do sistema de previdência social do Brasil, mas repudiamos esse ajuste em curto prazo que o governo quer”. Pepe convocou a sociedade: “Precisamos nos manter mobilizados e continuar pressionando os parlamentares para que não aprovem essa reforma. A pressão popular já está surtindo efeito e no dia 28 haverá um movimento articulado em conjunto por todas as centrais sindicais”.

Presente no evento, Celso Woyciechowski, coordenador-geral da FeteeSul e ex-presidente da CUT-RS, disse que os movimentos que ocorerram na sexta-feira (31/03) em todo o país mostram que é possível fazer uma greve geral no dia 28 de abril. Celso destacou que a CUT vem atuando em uma oposição incisiva às reformas da previdência e trabalhista.

Na parte anterior do evento, o assessor jurídico do CPERS/Sindicato, Rodrigo Sebben, havia destacado que "o governo usou de má fé para divulgar a Reforma, ameaçando acabar com políticas sociais, caso não seja aprovada”. Rodrigo apresentou as mudanças que a Reforma vai trazer para a vida dos brasileiros, comparando os direitos assegurados hoje com as novas regras.  

A presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, alertou para a necessidade de debater e esclarecer a sociedade sobre todos os pontos da proposta de Reforma da Previdência. “Para nós, não é Reforma, é o Fim. Muitos não estão cientes do retrocesso e da perda de direitos que essa reforma representa”, concluiu.

 

Ação Sindical Conjunta

A proposta do governo Temer de Reforma da Previdência Social foi tema da palestra realizada no dia 31 de março, no Auditório do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv). A atividade foi promovida pelo Sindiserv, Sinpro/Caxias, Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul e Região, Sintep/Serra e CPERS/Sindicato.

 

 

Rose Brogliato
Voxmidia Comunicação
(54) 98133.9930 – (54) 3028.7479
Rua Marechal Floriano, 1240 – Sala 401
Centro Comercial Alvorada
Caxias do Sul – RS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =