Fenaban defende atual modelo de negociação com trabalhadores

O encontro da Regional Sul da Contec, com o tema “Por uma nova estrutura sindical” trouxe a Caxias do Sul, nesta semana, o Diretor de Políticas de Relações Trabalhistas e Sindicais da Fenaban e Advogado Especialista em Relações do Trabalho, Adauto Duarte. O evento foi realizado no auditório do Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul e Região.

Durante quase uma hora ele discorreu sobre a modernização e reforma trabalhista, afirmando que os banqueiros defendem a manutenção do modelo atual de negociação salarial, com a mesa de negociação formada por representantes da categoria bancária. “Tem algo mais plural que uma mesa com sete centrais sindicais de trabalhadores, que representam 460 mil pessoas fechando um acordo único para todo o país”, questiona Duarte. De acordo com ele, a posição da Fenaban é de defesa com Convenção Coletiva. “Nós não estamos partindo do princípio de que vamos jogar tudo fora. Não estamos apegados aos modelos legais”, garante o representante dos banqueiros.

Partindo da modernização como cenário, Adauto Duarte, tenta explicar que as mudanças tecnológicas são bem vindas, inclusive para os funcionários dos bancos. “O banco mudou e as atividades bancárias também mudaram. Hoje não só o cliente, mas o próprio bancário faz o controle de sua conta pessoal pelo telefone, inclusive no seu trabalho, com atividades como transferências bancárias. A tecnologia trouxe maior comodidade para todos”, afirma. Por outro lado, o diretor da Fenaban trouxe um dado que merece atenção da categoria bancária. Segundo ele, uma operação digital custa 15% do valor de uma operação no banco físico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 12 =