Conselho Municipal de Saúde de Caxias do Sul lança nota recomendando o distanciamento social e outras medidas

O Conselho Municipal de Saúde de Caxias do Sul, reunido nesta quarta-feira, 13,lança nota com recomendações ao Poder para as três esferas governamentais, para o enfrentamento e controle do coronavírus.

De acordo com a nota, é preciso que seja seguida a recomendação da OMS de distanciamento social ampliado, até que se obtenham dados seguros para retomada das atividades. Lembram que as medidas de distanciamento social no Rio Grande do Sul produziram efeitos positivos até o momento e alertam para uma mudança drástica neste cenário caso diminuirmos o isolamento antes do período de declínio da curva de contaminação.

A nota também destaca a importância da transparência da taxa de ocupação de leitos de UTI SUS e leitos privados, em tempo real, e o número de leitos de UTI SUS é insuficiente e abaixo do número recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Enquanto a OMS recomenda, em tempos normais, de 1 a 3 leitos de UTI para 10 mil habitantes, a macrorregião serra apresentava uma taxa de 0,57 leitos de UTI SUS para 10 mil habitantes. Eram apenas 70 leitos de UTI no SUS para o atendimento de 1.227.667 habitantes. Muito abaixo do mínimo necessário. E cobram a imediata ampliação dos leitos prometidos no início da pandemia no Brasil.

O CMS Caxias do Sul pede, ainda: a garantia de Equipamentos de Segurança individual para profissionais de saúde; testagem destes profissionais; ampliação dos testes, incluindo a população que apresentar qualquer sintoma da doença.

 

Leia a nota na íntegra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − oito =