Itaú muda orientação sobre grupos de risco. Entenda o que isso significa

Direito do Banco em solicitar nova declaração não implica em automática declaração de que o bancário pode ir trabalhar presencialmente sem qualquer risco

Diariamente, os bancos tem alterado as condições de enquadramento dos seus empregados como grupo de risco para o Covid-19 e merecem esclarecimentos por parte do sindicato. Assim que surgiu a declaração da pandemia e a necessidade de praticar o isolamento físico, os bancos, seguindo a orientação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde, procuraram afastar das atividades presenciais todos que se enquadravam dentro dos chamados grupos de risco.

Com o passar do tempo, alguns bancos passaram a flexibilizar estes afastamentos, chamando para a atividade presencial alguns empregados que estavam enquadrados como grupo de risco ou em coabitação com pessoas do grupo de risco.

Agora, os trabalhadores do Itaú  também estão sendo convocados para revisarem a declaração de que pertencem a um grupo de risco, considerando uma alteração nesta classificação feita unilateralmente pelo Ministério da Saúde.

A auto declaração de pertencer ou não a um grupo de risco deve ser feita individual e pessoalmente por cada bancário ou bancária. Ninguém pode ser pressionado para assinar algum documento para informar não pertencer a um grupo de risco e colocar sua própria vida em risco. O direito do Banco em solicitar uma nova declaração não implica em uma automática declaração de que o bancário pode ir trabalhar presencialmente sem qualquer risco.

O risco de uma eventual contaminação por parte do trabalhador é e continua sendo do empregador. O empregador é que tem o poder de decidir quem e como ele quer que trabalhe. Nossa obrigação apenas é de nos afirmarmos como integrante ou não do chamado grupo de risco. E assim a direção do Sindicato reafirma o seu compromisso com a categoria, se colocando a disposição para esclarecimentos e também colocando toda a sua assessoria à disposição da categoria.

Se você estiver sendo pressionado para assinar um documento ou dar uma informação com a qual não concorda ou que tem uma orientação distinta de seu médico privado, você deve informar aos diretores do sindicato para que possamos tomar as iniciativas protetivas necessárias. O compromisso que o Banco assumiu é que não faria pressão para que fossem feitas declarações que colocassem em risco a integridade e a saúde dos trabalhadores bancários e bancárias. Este compromisso é que deve ser observado.

Em caso de dúvida, procure o diretor sindical ou a diretora sindical que você conhece que estamos aqui para ajudar. Você também pode fazer sua den´ncia pelo Wtsp do sindicato (54) 999 72 0922.

Fonte: SindBancários com edição Bancax

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + cinco =