Banrisulenses exigem que Banrisul retome mesa de negociações

Há alguns dias, o Banrisul rompeu de forma unilateral a mesa permanente de negociações com o Comando Nacional dos Banrisulenses. O Banco não renovou contrato com o negociador e não agendou mais reuniões. Por isso, esta semana, a Fetrafi-RS enviou correspondência ao presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, solicitando uma reunião urgente para tratar dos assuntos pendentes, alguns deles previstos no Acordo Coletivo de Trabalho assinado em 2020.

No ofício, a Federação enumera os temas que precisam ser debatidos com o Banco:

► Ajustes nas relações de trabalho em razão do agravamento da Pandemia de Sars Cov 2;
► Implantação das comissões de Saúde, Segurança, Diversidade e Gênero previstas no Acordo Coletivo de Trabalho;
► Conclusão dos Acordos de teletrabalho e ponto eletrônico para empregados da Banrisul Cartões;
► Dimensionamento dos caixas fixos nas agências;
► Situação de trabalhadores(as) em agências acéfalas – sem nenhum comissionado responsável;
► Situação de trabalhadores(as) em agências que com informações de fechamento ou de fusão; e
► Operadores/as de negócios.

Entre as pautas, a questão do fechamento de agências é uma das que mais preocupa os banrisulenses no momento. Segundo as informações que chegaram até o Comando, sete unidades serão fechadas no interior do estado. Entretanto, o Banco não informou quais e nem quando isso irá ocorrer.

A situação será denunciada pela Fetrafi-RS à Federação dos Municípios (Famurs). Em correspondência enviada à instituição, a Federação solicita uma reunião para tratar do fechamento das agências, considerado inapropriado pela categoria, em vista do momento de crise econômica e sanitária pelo qual passa o Rio Grande do Sul e todo o país.

Fonte: FetrafiRS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =