Depois de pressão do movimento sindical, Caixa só pagará programas sociais nos feriados antecipados em São Paulo

Banco informou que apenas empregados que se voluntariarem para trabalhar, recebendo hora extra por trabalho em dia não útil, participarão da operação no estado paulista

Depois de cobrança dos representantes dos empregados, a Caixa informou, quarta-feira (24), que durante os feriados municipais antecipados em algumas cidades por conta da pandemia de coronavírus, entre os dias 26 de março e 1º de abril, abrirá apenas algumas agências do Estado de São Paulo, com expediente das 8h às 12h, somente para pagamento de programas sociais. No dia 2 de abril, feriado da Sexta-feira da Paixão, nenhuma agência abrirá.

A direção do banco informou também que apenas os empregados que se voluntariarem até esta quinta-feira (25), por meio do queroatender.caixa, vão trabalhar nos feriados antecipados. Os trabalhadores que batem ponto, no caso específico desta operação, vão receber 100% de hora extra pelo trabalho no feriado, sem compensação. Ou seja, para estes dias não valerá o acordo de pagamento de 50% de adicional em hora extra e 50% de compensação. No caso dos gerentes gerais que trabalharem na operação, eles terão uma folga por dia trabalhado.

Os empregados do grupo de risco não poderão se voluntariar para trabalhar. Além disso, não haverá atendimento remoto de clientes entre os dias 26 de março e 1º de abril, ou seja, não haverá home office nas agências. “Depois da nossa pressão, a direção da Caixa atendeu nossa principal reivindicação que é colocar a vida dos trabalhadores e da população como prioridade”, afirmou Fabiana Uehara Proscholdt, coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa), que assessora a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Gerentes Gerais e Tesoureiros das agências que seguirão fechadas

A Caixa ainda não informou ao movimento sindical como ficará a situação dos gerentes gerais e tesoureiros, responsáveis por atividades internas, de agências que não irão abrir. “Esta é uma preocupação nossa, uma vez que o ATM irá funcionar no período. Cobramos do banco um retorno sobre esta questão”, questionou Fabiana.

Histórico

Graças à falta de coordenação dos entes públicos nos esforços para conter a pandemia da Covid-19, os empregados da Caixa no estado de São Paulo sofreram com dúvidas e incertezas sobre como será sua rotina de trabalho nos próximos dias. Em alguns municípios, foi decretado, como Ribeirão Preto, Araraquara e as nove cidades que compõem a Região Metropolita da Baixada Santista (com exceção de Itanhaém), foi decretado “Lockdown”, com a determinação de fechamento dos bancos para atendimentos presenciais. Na capital paulista e nas sete cidades do grande ABC, houve a antecipação de feriados, porém apenas em Diadema e em São Bernardo está expressamente previsto que as agências bancárias estão proibidas de funcionar.

Posteriormente, a Caixa publicou, em CE assinada pela Gesuv, que a definição sobre o funcionamento das unidades da Rede nestes municípios ficaria a cargo das Superintendências Regionais. Assim, para discutir as condições de trabalho dos empregados nos municípios com antecipação de feriados, o movimento sindical procurou estabelecer diálogos com a empresa, apresentando como demanda a necessidade de fechamento das unidades.

Os representantes da Caixa argumentaram que, pelo fato de não ter sido definido feriado bancário para estes dias, parte das rotinas, precisaria ser mantida, já que o vencimento de contas e faturas não seria alterado. “Na ausência de uma definição mais enfática do poder público, que determinasse o fechamento das agências bancárias, nós buscamos dialogar com a Caixa para preservar os direitos dos empregados, e buscar que o maior número possível de unidades ficasse fechada. Agora, vamos acompanhar os desdobramentos”, disse o diretor-presidente da Apcef/SP, Leonardo Quadros.

Fonte: Contraf-CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 4 =