Sindicalismo europeu voltará às mobilizações em 2013

Os trabalhadores europeus voltarão a colocar as caras nas ruas, enfrentando as políticas de austeridade impostas pelas instituições internacionais, ainda no começo de 2013. O Comitê Executivo da Confederação Europeia de Sindicatos acordou a convocatória de outra grande mobilização sindical europeia em março deste próximo ano.

O objetivo desta jornada de mobilizações será reviver os protestos ocorridos em diferentes países da União Europeia em novembro de 2012. Ocorreram greves gerais em quatro países europeus, além de manifestações de apoio em outros diversos. Para esta nova onda de manifestações, os trabalhadores intentam conseguir o apoio de organizações sociais e não governamentais europeias.

O Comitê Executivo de Sindicatos esteve reunido nos dias 5 e 6 de dezembro em Bruxelas. Na ocasião, os trabalhadores consideraram a jornada do 14N (nome como ficou conhecido a série de protestos do dia 14 de novembro de 2012 na Europa) como “histórica”, tanto pela amplitude dos protestos quanto pelo impacto midiático.

Tendo em vista esse resultado, os sindicatos europeus decidiram manter uma campanha permanente de mobilização e sensibilização social, até as eleições do Parlamento Europeu de 2014. O objetivo é divulgar os conteúdos da proposta de um Novo Contrato Social Europeu.

Fonte: Público (jornal espanhol).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 17 =