Justiça defere horas extras para analistas no BB

 No desfecho da ação, houve o reconhecimento da condição de bancários destes trabalhadores e da jornada de seis horas legais que eles devem cumprir.

 Confira:

 A atuação do SindBancários na garantia de direitos aos trabalhadores que desempenham funções em bancos gerou vitória na Justiça do Trabalho de Porto Alegre nesta semana ao garantir direito a horas extras para os empregados do Banco do Brasil enquadrados como analistas de engenharia e arquitetura. O processo 0000723-49.2011.5.04.0017 teve sentença proferida pela juíza Noêmia Saltz Gensas.

A ação ainda pode ser objeto de recurso pelo banco. Para o advogado do Sindicato, Antônio Vicente Martins, a decisão favorável aos trabalhadores representa a reposição de uma justiça com empregados que o banco, na prática, não reconhecia como funcionários com os mesmos direitos que um bancário.

"Essa decisão é importante porque reconhece que os empregados enquadrados como analistas de engenharia e arquitetura são bancários. Defendemos que eles estão analistas, mas na verdade são escriturários. Eles não poderiam ter uma jornada de oito horas porque trabalham em um banco”, avaliou Vicente Martins.

 O presidente do SindBancários, Mauro Salles, reiterou o compromisso do Sindicato com a reparação de equívocos e injustiças nos bancos. "Nós vamos continuar propondo as ações para defender o direito à jornada de seis horas para todos os bancários do Banco do Brasil que não exerçam tarefas que possam ser enquadradas como função de confiança”, explicou. 

 

Fonte: SEEB Porto Alegre

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 1 =