Contraf assina aditivo da nova estrutura salarial da carreira profissional da Caixa

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), sindicatos e federações assinaram nesta segunda-feira (27), em Brasília, o aditivo ao acordo coletivo 2012/2103, que estabelece a nova estrutura salarial da carreira profissional da Caixa Econômica Federal. A cerimônia contou com a participação dos representantes das entidades sindicais, membros da Comissão Executiva de Empregados (CEE/Caixa) e gestores da empresa, entre eles o vice-presidente de Gestão de Pessoas, Sérgio Rodrigues.

A nova tabela salarial contempla aproximadamente 3.500 profissionais, entre engenheiros, arquitetos, advogados, médicos, dentistas e outras categorias. A proposta, que abrange 36 níveis, prevê reajuste no teto da tabela salarial, contemplando, inclusive, o Adicional por Tempo de Serviço (ATS), embutido na tabela. Os salários passam a variar de R$ 7.445 até R$ 17.523.

Foi mantida a discriminação do REG/Replan não-saldado, fato criticado pelo coordenador da CEE/Caixa e vice-presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, durante a assinatura do aditivo.

A proposta da Caixa, que foi aprovada em assembleias realizadas nas bases onde a empresa tem empregados da carreira profissional, contempla diversas reivindicações deste segmento e valorização na carreira.

"A proposta apresentada para carreira profissional contempla diversos itens pendentes desde 2006 e ajuda na unificação a partir de agora, além de incorporar em sua tabela item importante de Adicional por Tempo de Serviço", afirmou Jair Pedro Ferreira.

Clique aqui para conhecer a íntegra da nova estrutural salarial.

Fonte: Fenae/Fetrafi

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 + 1 =