Lucro de 131 bancos cresce 13,5% no 3º tri de 2013 e atinge R$ 14 bilhões

Segundo a Febraban, o resultado dos bancos foi favorecido pela atividade de intermediação financeir a, que gerou mais receitas. Ao mesmo tempo, houve recuo das despesas com provisão para créditos de liquidação duvidosa.

Na comparação com o segundo trimestre, houve uma redução de 24,4% no lucro combinado. Isso se deu, principalmente, pelo fato de o Banco do Brasil ter registrado um resultado mais forte no período comparativo de abril a junho com a venda de uma participação na BB Seguridade.

Apesar do recuo na lucratividade na base trimestral, os bancos brasileiros apresentaram o maior retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) desde o primeiro trimestre de 2012, com 14,3%.

Em termos de ativos, os bancos somaram R$ 5,6 trilhões, com expansão de 2,3% no trimestre e de 12,8% em 12 meses. A elevação se deveu principalmente pelo crescimento de 18% do estoque de crédito em um ano.

Mais moderados, os depósitos dos bancos ficaram em R$ 1,75 trilhão, com crescimento de 1,1% em três meses e de 3,8% em um ano.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove − sete =