Banco Mercantil do Brasil fecha agência em Sta Cruz do Sul

O Banco Mercantil do Brasil anunciou na manhã desta terça-feira (7) o fechamento da agência de Santa Cruz do Sul e a demissão de seis funcionários, sem possibilidade de realocação. Outros cinco empregados já haviam sido desligados ao longo do último ano, destes dois após o recesso do Natal. As rescisões foram marcadas para o dia 15/01/14.

Entre as demissões, estão a do dirigente do Sindicato dos Bancários de Santa Cruz do Sul Alexandre Albertão e a de trabalhadores que estavam com a pré-estabilidade provisória de aposentadoria. A informação do SindiBancários é de que mais demissões vêm ocorrendo em outras agências do banco no País, inclusive nas duas últimas agências ainda em operação no Rio Grande do Sul, localizadas em Porto Alegre e em Caxias do Sul.

Com atendimento personalizado aos clientes, a agência era reconhecida pela tradição financeira na cidade, sendo um banco diferenciado com poucas filas. O Banco Mercantil do Brasil está presente há 70 anos no País, com agências em 16 estados brasileiros, totalizando 154 cidades, ainda considerando Santa Cruz do Sul.

A Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (FETRAFI-RS) lamenta o fechamento da agência, assim como as demissões. A entidade alerta também aos Sindicatos dos Bancários sobre os direitos trabalhistas, especialmente para os casos de empregados em pré-estabilidade de aposentadoria. Nesses casos, os funcionários não podem ser demitidos e devem ser transferidos para outras agências, mesmo que em outra base, como Porto Alegre ou Caxias do Sul.

Apoio do SindiBancários

Na tarde de hoje, os oito trabalhadores demitidos desde dezembro estão reunidos com a diretoria do SindiBancários Santa Cruz do Sul e Região. De acordo com o diretor de Comunicação, Cândido Castro Machado, a preocupação agora é com os direitos trabalhistas destes empregados. “Sabíamos que o banco estava demitindo, mas para nossa surpresa desligou todos os funcionários da agência local, inclusive trabalhadores com mais de 28 anos de casa”, afirmou Machado.

O sindicato solicita um posicionamento do Banco Mercantil, que não ofereceu justificativa para os funcionários sobre os motivos dos desligamentos. “Não sabemos se o Banco está fechando, se foi vendido para outra instituição, se ocorreu uma fusão ou se é somente uma readequação. Nenhum dos trabalhadores foi informado sobre os reais motivos de sua demissão. O Banco somente informou que não há possibilidade de realocação”, ressaltou o diretor sindical.

Fonte: Imprensa FETRAFI/RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 5 =