Metalúrgicos querem alteração na rotina de trabalho em dias quentes, em Caxias do Sul

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região propôs na manhã desta segunda-feira que, por causa do calor, os trabalhadores do setor façam turno de seis horas e que não haja trabalho do meio-dia às 18h. Pela sugestão da entidade, haveria expediente das 6h às 12h, das 18h à meia-noite e da meia noite às 6h.

A proposta foi apresentada num encontro no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) com o diretor do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs), Reomar Angelo Slaviero. O gerente regional do MTE, Vanius Corte, sugeriu outra medida: que as empresas adotem intervalo a cada duas horas.

Slaviero iria contatar com as empresas do setor na tarde desta segunda e informar a posição do Simecs no final da tarde. Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Assis Melo espera que medidas emergenciais sejam adotadas já nesta terça-feira. Segundo ele, se isso não ocorrer, a categoria poderá paralisar. Na reunião, foi relatado que o calor, que se agrava em ambientes como fundição e solda, está afetando a saúde dos trabalhadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =