Santander é líder em reclamações bancárias

O Santander voltou a ser o banco com maior número de queixas entre instituições financeiras com mais de um milhão de clientes. Com 23,166 milhões de clientes sobre o Fundo Garantidor de Créditos (FGC), a empresa registrou 382 reclamações em janeiro, tendo assim um índice de 1,64, contra 1,31 em dezembro do ano passado. Os dados são de um levantamento realizado pelo Banco Central (BC).

Já o HSBC, que ocupava a liderança de queixas, foi para a segunda posição, com um índice de 1,37, representando 81 reclamações para 5,885 milhões de clientes. O Itaú apareceu na terceira posição, com um índice de 1,19.

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal completaram as cinco primeiras posições, com índices de 1,15 e 0,82. Para chegar aos cálculos, o BC se utiliza do número de queixas procedentes, que infringem normativos do BC ou do Conselho Monetário Nacional (CMN), e divide pelo número de clientes que são protegidos pelo FGC, multiplicado por 100 mil.

Dentre as maiores reclamações, estiveram os débitos não autorizados, com 408 queixas no total. No quesito, a liderança também é do Santander, com 99 queixas. O segundo maior motivo de queixas é acerca de esclarecimentos incompletos ou incorretos, com 218 reclamações, seguido pela cobrança irregular por serviços não contratados (201 queixas).

Entre as companhias bancárias que possuem menos de um milhão de clientes, o BNP Paribas obteve um índice de 3.419, com 66 reclamações para 1.930 clientes. A segunda colocação ficou para o BMG, com índice de 1.229. Os bancos PanAmericano, J.Malucelli e Bonsucesso completaram as cinco primeiras colocações.

Já entre as administrações de consórcio, o BC registrou 12 reclamações em janeiro. Os principais motivos para queixa se referiram a devoluções, esclarecimentos incorretos ou incompletos e descumprimento de prazos.

 

Fonte: Site 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 − 8 =