Bandidos explodem agência bancária e ferem dois policiais militares em Barros Cassal

Na madrugada desta segunda-feira, um bando armado explodiu uma agência bancária Barros Cassal, no Alto da Serra do Botucaraí, na região Norte do Rio Grande do Sul. Segundo a Brigada Militar, ação realizada à 1h18min deixou dois policiais feridos.

Conforme a Brigada, quatro bandidos teriam realizado o assalto e fugido em um carro Gol vermelho após confronto com brigadianos. Os policiais, feridos no ombro e na perna, foram encaminhados ao Hospital de Pronto-Socorro de Passo Fundo e não correm risco de morrer.

A partir da munição encontrada no local do crime e relatos de testemunhas, de acordo com a polícia, o bando teria utilizado metralhadora calibre .30 além de pistolas contra os dois policiais que atenderam a ocorrência.
Antes da perícia, a Polícia Civil acreditava que a quadrilha fosse uma do Vale do Rio Pardo que desde o meio do ano passado tenta, em vão, assaltar bancos da região com uso de explosivo. Porém com o avanço da perícia, a maior probabilidade, segundo o delegado Joel Wagner, é de que os criminosos estejam ligados com ataques ocorridos em 2012.
_ Enquanto os ataques em Lajeado foram amadores, esse foi muito profissional: com armamento e técnica_ aponta.
É possível que a quadrilha, que foi desarticulada em 2012, e teve pessoas presas, esteja se reconstituindo, pois alguns já foram soltos. As armas utilizadas são de uso exclusivo das forças armadas. Um fuzil também foi utilizado. Os bandidos fizeram três explosões para chegar aos dois cofres. Conseguiram levar uma quantia não divulgada em apenas um cofre. Após o primeiro barulho, um morador da mesma quadra se acordou e foi averiguar o que ocorria:

– Pensei que fosse explosão na casa de gás próxima e fui ver para chamar ajuda, mas os bandidos me pararam e disseram para deitar no chão. Quando a polícia se aproximou, fizeram eu me levantar e dispararam contra a viatura _ recorda o homem de 47 anos que prefere não se identificar.

Ele não se feriu. A BM reforçou o policiamento na região e conta com o apoio de pelo menos 10 viaturas na busca de informações e rastros que possam levar ao bando. Os criminosos teriam fugido pela ERS-153.

Fonte: Clicrbs
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =