II Censo da Diversidade entra na reta final

O II Censo da Diversidade, iniciado no dia 17 março, está entrando na reta final. Quem ainda não respondeu o questionário tem prazo até o próximo dia 25 para participar, bastando acessar o hotsite www.febraban-diversidade.com.br Não leva mais do que 10 minutos.

> Clique aqui para acessar o hotsite.

O sistema conta com um programa de segurança e as respostas serão sigilosas e confidenciais. Todos os bancários, inclusive os licenciados por motivos de saúde, maternidade e mandato sindical, que estão na base de cadastro da RAIS, podem participar da pesquisa. Estão aptos a participar cerca de 486 mil bancários e bancárias, que representam 98% do categoria.

Os sete bancos públicos habilitados são: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia, Banestes, Banrisul, BNB e BRB. Já os 11 bancos privados são: Bradesco, Citibank, Fibra, HSBC, BIC Banco, Itaú, Mercantil, Santander, Safra, Votorantim e Topázio.

A secretária de Políticas Sociais da Contraf-CUT, Andrea Vasconcelos, ressalta a importância da participação da categoria. "Com o II Censo será possível comparar se as distorções detectadas na primeira pesquisa, realizada em 2008, foram corrigidas ou não, bem como averiguar se os bancos estão efetivamente assegurando condições igualitárias na contratação, na remuneração e na ascensão profissional de todos os trabalhadores, independente de sexo, gênero, raça/cor, etnia, se LGBT ou pessoas com deficiência. Por isso, a participação de todos os bancários é fundamental", destaca.

A exigência de CPF, data de nascimento ou matrícula completa permite a entrada segura no sistema, a certificação de que o acesso é feito somente por bancários. O sistema está criptografado, o que significa que não há como rastrear individualmente os CPFs ou matrículas, logo não há risco de vazamento de informações.

Não deixe para a última hora

A reunião do grupo de acompanhamento do II Censo, integrado por representantes da Contraf-CUT e da Fenaban, realizada no dia 28 de março em São Paulo, mostrou que nos dez primeiros dias apenas 6,73% dos bancários haviam participado, considerando os municípios com mais de 400 trabalhadores na base. Isto é muito pouco.

Uma nova reunião de avaliação está prevista para ocorrer nesta terça-feira (15). "É preciso ampliar, e muito, a adesão nos próximos dias. O resultado do II Censo será um valioso instrumento de comparação para identificar avanços ou retrocessos no retrato da categoria na perspectiva da igualdade de oportunidades", destaca Andrea.

Fonte: Contraf-CUT
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =