UNI Américas aplaude adesão do BB e da Caixa às diretrizes da OCDE

A UNI Américas afirmou que um grupo de importantes bancos e outras empresas públicas no Brasil devem ser aplaudidos por aderirem às diretrizes da OCDE sobre a ética comercial para as multinacionais.

Na última semana, representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Eletrobrás e Itaipu aderiram às Diretrizes da OCDE durante o Dia Internacional de Finanças (International Day of Finance), que celebrou os 43 anos da Secretaria de Assuntos Internacionais (SEAIN) do Ministério de Finanças do Brasil.

As diretrizes contêm recomendações sobre conduta empresarial responsável e define parâmetros básicos para as multinacionais em áreas tais como direitos laborais, ambiente, impostos e direitos humanos.

A secretária regional de UNI Americas, Adriana Rosenzvaig afirmou, que "com o apoio de SEAIN estes bancos tomaram a decisão certa para melhorar a transparência e as normas no setor financeiro no Brasil. Em um mundo onde o sistema é muitas vezes distorcido para os 1%, este foi um passo positivo para corrigir o equilíbrio".

"A UNI e os afiliados visam melhorar os direitos dos trabalhadores com um objetivo mais alto e tentar resolver a desigualdade global. A aderência às normas internacionais definidas pela OIT e a OECD é uma maneira de as multinacionais poderem provar que estão prontas a mudar e a adaptar um plano de crescimento mais inclusivo, e mostra que as diretrizes da OCDE são aplicáveis na indústria financeira e que todos os bancos deveriam aderir", concluiu.

Fonte: UNI Américas
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 + 1 =