Bancários do Badesul encaminham pauta de revindicações

Bancários do Badesul encaminharam no dia 21 de agosto, em assembleia na Casa dos Bancários a pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2014. O próximo passo será debater as reivindicações com os colegas e colocar em, votação a aprovação ou não da minuta a ser entregue à direção do Badesul. A nova assembleia será, nesta quinta-feira, 28, também na Casa dos Bancários.

"Este ano começamos a organizar a nossa luta mais cedo. Precisamos nos organizar e nos mobilizarmos para construir a nossa mobilização para avançar nas conquistas de benefícios e direitos. Por isso a participação de todos os colegas do Badesul é fundamental neste momento”, avaliou o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.

Na assembleia desta quinta-feira, os bancários do Badesul também irão escolher os representantes que participarão da mesa de negociação com os dirigentes do banco. No ano passado, os colegas do Badesul realizaram a primeira greve da história do banco. A paralisação durou 12 dias e trouxe várias conquistas para os trabalhadores.

A pauta nacional dos bancários servirá de base para as reivindicações salariais. Em relação à pauta específica, confira abaixo alguns itens que estão sendo reivindicados.

Pauta específica do Badesul

> Promoção de 50% do quadro permanente por ano;

> Tempo máximo para promoção de 2 anos;

> PLR BADESUL adicional de 2,5%;

> 13º cesta alimentação de R$ 1.125,00;

> Anuênio para o quadro permanente;

Pauta Fenaban

> Reajuste salarial de 12,5%.

> PLR: três salários mais R$ 6.247.

> Piso: R$ 2.979,25 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último).

> Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

> Melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.

> Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, fim da rotatividade, combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PL 4330 na Câmara Federal, do PLS 087 no Senado e do julgamento de Recurso Extraordinário com Repercussão Geral no STF. Além da aprovação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas. Veja aqui a Carta de Atibaia, manifesto dos bancários contra a terceirização aprovado pela Conferência.

> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários;

> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.

> Prevenção contra assaltos e sequestros. Cumprimento da Lei 7.102/83 que exige plano de segurança em agências e PABs, garantindo pelo menos dois vigilantes durante todo o horário de funcionamento dos bancos. Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento das agências. Fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.

> Igualdade de oportunidades para todos, pondo fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).

Fonte: Imprensa SindBancários
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =