Assinado o Acordo Coletivo de Trabalho dos Banrisulenses

Representantes do movimento sindical e da direção do Banrisul oficializaram no início da tarde desta sexta-feira (31) o encerramento das negociações específicas da Campanha Salarial deste ano. A assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho ocorreu no 4º andar da Direção geral e mobilizou dirigentes da Fetrafi-RS, Contraf/CUT, SindBancários e sindicatos do interior.

Após revisão das assessorias jurídicas da Fetrafi-RS e do Banrisul, o documento foi disponibilizado para assinatura dos representantes dos trabalhadores e da instituição. O ACT é válido para o período de 01.09.2014 a 31.08.2015.

A diretora da Fetrafi-RS, Denise Corrêa, destacou a importância da assinatura do ACT para o desfecho da Campanha Salarial. "O Acordo garante novas conquistas e mantém benefícios relevantes, que agregam melhorias à vida dos banrisulenses”, salienta a sindicalista.

Para o diretor da Fetrafi-RS, Carlos Augusto Rocha, embora não contemple todas as reivindicações dos banrisulenses, o ACT é fruto da mobilização. "A nossa luta não se encerra aqui. Ainda temos grandes desafios pela frente, pois além de encaminhar as demandas específicas dos trabalhadores, provavelmente teremos que retomar as ações em defesa do banco público”.

A coordenadora da secretaria de  Imprensa, Propaganda e Mobilização do Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul e Região, Vaine Andreguete participou da assinatura do acordo e lembrou que o acordo aditivo é uma conquista dos bancários, que através da mobilização garante negociações específicas para os banrisulenses.

O presidente do Banrisul, Túlio Zamin destacou a contratação de 4 mil novos funcionários durante a atual gestão, admitidos através de concurso público. Zamin também falou de investimentos feitos para melhorar as condições de trabalho na instituição e do encaminhamento das demandas específicas dos trabalhadores.

Plano de Cargos e Salários

A Comissão Paritária foi reativada na última quinta-feira, 30, para tratar do conteúdo do novo Plano de Cargos e Salários. As primeiras conclusões parciais relativas aos objetivos da Comissão serão apresentadas até 31 de dezembro de 2014 sendo que, até 30 de abril de 2015, as conclusões finais serão encaminhadas à diretoria do banco e à Fetrafi-RS.

Conforme o documento, será mantida a subcomissão específica para tratar dos critérios e da metodologia para avaliação de desempenho que subsidia as promoções por mérito, cujas conclusões serão submetidas à Comissão Paritária que estará estudando o novo Plano de Cargos e Salários.

Ainda haverá outra subcomissão específica para debater as funções de Escriturário Especialista e de Técnico da Tecnologia da Informação.

Compensação

A compensação das horas paradas na greve deste ano deverá ocorrer da seguinte forma:

Para os dias de greve compreendidos entre 30.09.2014 até 06.10.2014, serão compensadas 45% (quarenta e cinco por cento) das horas não trabalhadas, com a prestação de jornada suplementar de trabalho, limitada a uma hora por dia, iniciando no dia 15 de outubro ou no dia de retorno ao trabalho.

Em relação ao período compreendido entre 07.10.2014 a 27.10.2014, haverá compensação de 65% (sessenta e cinco por cento) das horas não trabalhadas, com a prestação de jornada suplementar de trabalho, limitada a uma por dia, iniciando-se no primeiro dia útil subsequente ao término da compensação prevista no caput desta cláusula.

 

Fonte: Comunicação/Fetrafi-RS
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =