Comissão do PCS da Caixa conclui proposta de promoção por mérito

A comissão paritária do Plano de Cargos e Salários (PCS) finalizou nesta segunda-feira, dia 30 de março, em Brasília, a proposta de promoção por mérito dos empregados da Caixa Econômica Federal em 2015, para ser aplicada no próximo ano. A sistemática será ratificada durante a negociação da mesa permanente, que será retomada nesta terça-feira (31), também na Capital da República.

Após cinco reuniões, ficou assegurada a conquista de um delta com 40 pontos. Em relação aos critérios objetivos, a distribuição se dará da seguinte forma: 20 pela conclusão de 30 horas anuais de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e outros 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon). Foi garantida ainda pontuação extra de 10 pontos para iniciativa de autodesenvolvimento.

A sistemática da promoção por merecimento terá uma pontuação máxima de 70 pontos. Antes, para conquistar o primeiro delta, a nota de corte era 50 pontos. Além dos objetivos, serão utilizados critérios subjetivos que contam 20 pontos. Cada empregado poderá indicar de dois a oito empregados da sua unidade (preferencialmente da sua equipe) que atendam os critérios de avaliação como relacionamento no ambiente de trabalho e contribuição para a solução de problemas. O número de indicações variará em função do tamanho da unidade, e a distribuição dos 20 pontos vai variar em função do número de indicações recebida por cada empregado.

"Essa proposta fechada com a Caixa traz avanços significativos. Um deles foi, após pressão dos representantes dos trabalhadores, descartar a vinculação da promoção por merecimento aos resultados das unidades. Desde o início das discussões contestamos a utilização do AV Caixa, instrumento de aferição de metas, como queria a empresa", enfatiza Genésio Cardoso, que integra a comissão paritária.

Segundo Genésio Cardoso, a Caixa se comprometeu, assim que a proposta for ratificada pela mesa de negociação permanente, a divulgar manuais normativos e cartilhas, esclarecendo os detalhes da sistemática para os empregados.

Fonte: Contraf-CUT com Fenae
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 18 =