Comando Nacional define: Sem aumento real não tem acordo!

Sem aumento real não tem acordo. Essa foi a avaliação do Comando Nacional dos Bancários em reunião realizado na sexta-feira (2), na sede da Contraf-CUT, em São Paulo. O encontro foi convocado para debater as assembleias realizadas pelos sindicatos em todo o Brasil, em que os bancários rejeitaram a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e deflagraram greve por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira (6).

A reunião do Comando contou ainda com a definição de estratégias para a greve e para as assembleias de organização, que acontecem nesta segunda-feira (5). Além de informes sobre o andamento das negociações dos bancos públicos, como Banco do Brasil e Caixa.

Para Roberto Von der Osten, presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional, a Fenaban está sendo oportunista. "Eles querem aproveitar o momento político instável do Brasil para rebaixar a força do movimento sindical. Mas, eles vão se decepcionar. Os trabalhadores unidos mostrarão toda sua força de mobilização na greve", convocou.

Ainda na sexta, o Comando Nacional enviou um oficio à Fenaban, para oficializar a aprovação de greve nacional unificada pela categoria. Na quarta, o Comando já havia informado à Fenaban de que estaria reunido e aberto para uma proposta que contemple as reivindicações dos trabalhadores.

Fonte: Contraf-CUT
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =