Cerca de 30 agentes da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam, na manhã desta sexta-feira, três integrantes de uma quadrilha que usa explosivos para atacar agências bancárias no Rio Grande do Sul. Foram cumpridos três mandados judiciais de busca e apreensão nos bairros Vila Nova, Bom Jesus e São José, em Porto Alegre. As informações são do blog Caso de Polícia, da Rádio Gaúcha.

O grupo é investigado por pelo menos três ataques a bancos neste ano no Estado. Na operação, foram apreendidos um fuzil, dois artefatos explosivos prontos para o uso, incluindo cordel, duas armas, uma caminhonete clonada, giroflex da polícia e uniformes de vigilantes. As empresas de segurança, das quais os criminosos usavam as roupas de funcionários, não estão envolvidas nos crimes.

Investigação

Os criminosos explodiram, em 2016, dois bancos, um na Região Metropolitana e outro no norte do Estado, além de assaltar uma agência à mão armada na região da Serra. Os bandidos são de Porto Alegre e, até agora, quatro foram identificados, sendo três presos. A polícia ainda busca ao menos mais dois integrantes.

A investigação é coordenada pelos delegados Joel Wagner e João Paulo de Abreu, da Delegacia de Roubos.

Fonte: ZH
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 6 =