Emprego é a principal reivindicação dos bancários do Bradesco durante Encontro Nacional dos Bancos Privados

Durante o Encontro Nacional dos Funcionários do Bradesco, que terminou nesta quarta-feira (8), em São Paulo, os 120 delegados (89 homens e 31 mulheres) apontaram que a manutenção do emprego é uma questão prioritária na pauta de reivindicações específicas para os bancários do Bradesco.

Na ocasião, foram aprovadas oito prioridades na minuta específica dos funcionários do Bradesco, entre elas estão: emprego; auxílio-educação; adiantamento de férias; plano de cargos e salários; remuneração total; segurança bancária; plano de saúde e seguro saúde; fim do assédio moral e metas abusivas; promoção.

“Discutimos as questões práticas dos locais de trabalho e vamos dialogarmos junto com os trabalhadores para podermos avançar e transformar as nossas reivindicações em realidade”, avaliou o coordenador da COE do Bradesco, Gheorge Vitti.
Para a diretora da Fetec-CUT/SP, Maria de Lourdes (Malu), “a organização e a mobilização dos trabalhadores do ramo financeiro vão garantir a unidade na luta e uma forte campanha nacional dos bancários”.

Emprego

Sobre as questões que envolvem o tema emprego, os bancários cobram do Bradesco medidas que visem aumentar o número de empregados, adequando o seu quadro funcional a praça e ao porte das agências para que não ocorra sobrecarga de trabalho e que o tempo de espera no atendimento dos clientes e usuários seja de, no máximo, 15 minutos e com ampliação do horário de atendimento com a realização de dois turnos de trabalho.

Entre outras medidas, os bancários também reivindicam que as agências tenham no mínimo 4 caixas para atendimento ao público.

Segundo o secretário de Saúde da Contraf-CUT e funcionário do Bradesco, Walcir Previtale, outro grande desafio na atual conjuntura, além da luta pela manutenção do emprego é a batalha pela garantia de direitos. “Não podemos compactuar com a política de demissões e a falta de contratações. Além disso, precisamos avançar nas questões que afetam o dia a dia dos trabalhadores nos locais de trabalho, bem como o fim do assédio moral e as metas abusivas”.

De acordo com Gheorge vale lembrar que nesta quarta-feira (8) o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, com restrições, a aquisição de 100% do capital do HSBC Brasil pelo Bradesco. “Isso significa que o risco de cortes de postos de trabalho aumenta ainda mais a partir de hoje. Por isso, a nossa preocupação é pertinente e estaremos mais mobilizados na luta pela defesa do emprego”, concluiu.

Implantação do Plano de Carreira, Cargos e Salário – PCCS

Entre os principais pontos discutidos, os dirigentes sindicais também reivindicam que o banco inicie tratativas junto ao movimento sindical bancário visando à criação e implementação do Plano de Carreira, Cargos e Salário – PCCS com critérios claros, conforme termos da proposta da minuta geral da categoria.

Melhorias no plano de saúde

Entre as cláusulas debatidas que envolvem melhorias no plano de saúde, estão a inclusão dos pais no plano de saúde, sem a comprovação de dependência na Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física – IRPF; garantia de aposentadoria com plano de saúde; ampliação da rede de atendimento do plano de saúde e odontológico, entre outros.

Auxílio Educacional

Na questão educacional, os bancários reivindicam que o banco Bradesco e o movimento sindical estabeleçam programa de concessão de auxílio-educação aos funcionários que ingressarem ou que já estejam cursando o ensino médio, graduação e pós-graduação, em todas as áreas do conhecimento.

Esse auxílio-educação atenderá todos os funcionários em âmbito nacional, conforme minuta geral da categoria bancária.

Reunião

Nesta quinta-feira (9), às 14h, a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reúne com os representantes do banco, na Cidade de Deus, em São Paulo, na sede do Bradesco.

Na ocasião, os representantes dos trabalhadores vão entregar a pauta de reinvindicações dos funcionários do Bradesco e discutir o tema emprego.

Fonte: Rede Nacional de Comunicação dos Bancários

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 11 =