Banco do Brics confirma demissão de vice-presidente brasileiro

Banco do Brics confirma demissão de vice-presidente brasileiro

 

 

O economista brasileiro Paulo Nogueira Batista Junior foi oficialmente demitido ontem da função de vice-presidente executivo do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), o banco do Brics, por decisão unânime dos cinco sócios – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. “O conselho de Governadores do Novo Banco de Desenvolvimento demitiu o Sr. Paulo Nogueira Batista Junior do cargo de Vice-Presidente do Banco com efeitos a partir de 12 de outubro de 2017”, confirmou ao Valor um porta-voz do banco, sediado em Xangai. “O novo vice-presidente do Brasil será nomeado em breve”, acrescentou o porta-voz por e-mail, sem responder as razões da demissão de Paulo Nogueira.

Como o Valor revelou na semana passada, o economista brasileiro já estava afastado do banco. Ele era alvo de duas investigações internas: por alegação de assédio moral contra outro funcionário brasileiro do banco, e também por eventual rompimento de seu contrato profissional com comentários sobre política interna de um país membro, no caso o Brasil. No dia 30 de setembro, o representante brasileiro foi suspenso do cargo por conta de recomendação do presidente do banco ao conselho de diretores para ele ser demitido da instituição.

O caso foi enviado em seguida para votação no conselho de governadores, que reúne os ministros de finanças dos cinco países membros. Significa que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, votou como seus colegas, pela demissão de Nogueira Batista. Na confusão interna do banco, Paulo Nogueira tinha pedido, por sua vez, duas investigações: uma contra o vice-presidente representante da Rússia, e outra contra o presidente do banco, K.V Kamath.

 

Fonte: Valor Econômico

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + um =