É hoje! Contraf-CUT debate a pandemia do coronavírus no Brasil

Ex-ministro da Saúde Arthur Chioro vai analisar situação do país e dizer o que poderia ter sido diferente

O Brasil teve o pior domingo de toda pandemia, superando os números recordes de 14 de março. Domingo (21), foram registradas 1.290 mortes decorrentes da Covid-19 nas últimas 24 horas, com um total de 294.042 óbitos, de acordo com os dados do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) divulgados neste domingo (21).

No período, foram 47.774 casos oficiais de Covid-19, totalizando 11.998.233 acumulados desde o início da pandemia no Brasil. O país fecha a semana, entre 14 e 20 de março, com o maior número de óbitos, 15.661 vítimas em sete dias. A média móvel também é recorde, com 2.259 óbitos decorrentes da doença, valendo o mesmo para as infecções, com 73.552 casos.

É neste triste cenário que a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realiza nesta terça-feira (23) um debate sobre a situação e as perspectivas da Pandemia do coronavírus (Covid-19) no Brasil.

O que é e devemos fazer lockdown? Qual a importância das medidas protetivas? Como está a situação dos serviços de saúde? Vacina é importante? Como está a vacinação? O Plano Nacional de Imunização (PNI) está sendo bem feito? Como ele deveria ter sido construído para que não estivéssemos nesta situação? Como devem serem tratados os setores e trabalhos essenciais em relação à vacinação? Essas são algumas das perguntas que serão respondidas durante a transmissão ao vivo, que será realizada nos perfis do Facebook e do Youtube da Contraf-CUT, a partir das 18h, pelo ex-ministro da Saúde, Arthur Chioro, e pela presidenta da Confederação e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, Juvandia Moreira.

O programa vai contar também com a participação de Mauro Salles (RS), secretário de Saúde da Contraf-CUT; Rosângela Lorenzetti, dirigente do Sindicato dos Bancários de Araraquara e da Fetec/SP; Wellington Trindade, dirigente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco e da Fetrafi NE; e Tatiana Oliveira, presidenta do Sindicato dos Bancários do Pará. Eles vão passar relatos da situação de suas regiões.

Você tem dúvidas sobre o assunto? Mande suas perguntas para os convidados pelo Instagram da Contraf-CUT ou pelo e-mail mailto:imprensa@contrafcut.org.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 9 =