Dia Internacional de Combate à LGBTfobia

Data terá protestos por reabertura do Museu da Diversidade e ato cultural

 

Esta terça-feira, dia 17, é o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) participa, desde domingo (15), do Encontro do Conselho Nacional Popular LGBTI+, composto por 26 entidades. O evento, que debate pautas relacionadas ao respeito à diversidade, tem a presença de militantes de várias regiões do Brasil, ligados a movimentos populares, como o MST, entidades estudantis e sindicatos de várias categorias, com destaque aos bancários.

Na terça-feira (17), haverá vários atos, contra o preconceito e a discriminação contra a comunidade LGBTQIA+, em São Paulo. Às 13h30, na Assembleia Legislativa do Estado, será feito um protesto pela reabertura do Museu da Diversidade Sexual, no momento fechado por decisão judicial, e pela implantação de políticas públicas para a população LBGTQIA+. Mais tarde, a manifestação será na avenida Paulista, com shows de vários artistas e um sonoro grito por Bolsonaro Nunca Mais! A concentração será às 16h, no vão livre do MASP.

Todas as cores

Para marcar a data, a Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Ramo Vestuário (CNTRV-CUT) coloca no ar o primeiro episódio da série “Nós vestimos todas as cores”, com as entrevistas de Augusta Baêta, mulher trans, e de Gil Santos, homem trans, ambos militantes LGBTQIA+. Serão 12 edições, sempre às terças-feiras, às 16h. Acompanhe pelo canal Roupa Colorida no Youtube.

 

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

20 + 7 =