Dia Nacional de Luta dos bancários cobra proposta decente dos bancos

Em Caxias do Sul, diretores do Sindicato percorreram agências bancárias na área central da cidade

 

Trabalhadores cobram proposta geral da Fenaban condizente com os esforços da categoria

Bancários e bancárias realizam, nesta sexta-feira (19), um dia Nacional de Luta para cobrar da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a entrega da proposta geral. A entidade que representa os banqueiros está com a pauta de reivindicações dos trabalhadores, para a Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) da categoria 2022/2023, há mais de dois meses.

Desde as 10h da manhã desta sexta-feira, diretores do Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul e Região percorrem agências na área central da cidade. Pela manhã eles estiveram em agências da Caixa, do Bradesco, do Itaú, do Santander e do Banco do Brasil. Nos locais, eles conversaram com bancários e bancárias informando e entregando material com atualização das negociações com a Fenaban.

O coordenador da Secretarias de Política e Organização Sindical, Nelso Bebber, explica que esta é uma ação importante para passar informações sobre o andamento da Campanha Nacional dos Bancários, mas também de mobilização. “É necessário que os trabalhadores e trabalhadoras saibam como está sendo conduzida toda a negociação pelas entidades dos trabalhadores e como estamos sendo tratados pela Fenaban”, esclareceu Bebber. “Precisamos estar mobilizados para pressionamos os banqueiros, pois o que vimos até agora demosntra o desinteresse dos patrões com a saúde física, mental e financeira de seus empregados”, complementou o sindicalista.

À tarde eles estiveram na agência central do Banrisul, onde realizaram reunião com os trabalhadores do banco estadual do RS. “Pouco se avançou nestes dois meses de negociação, especialmente nas cláusulas econômicas. Para nós, banrisulenses, há também a possibilidade da venda do banco público para a área privada. Por isso precisamos estar ainda mais atentos em relação à eleição estadual, pois temos vários candidatos privacionistas concorrendo no pleito para governador”, alertou a coordenadora da Secretaria de Formação do Sindicato caxiense, Vaine Andreguette, que também é funcionária do Banrisul.

Mobilizações nas ruas e redes sociais

As mobilizações vão ocorrer nas ruas e no ambiente on-line. Hoje pela manhã ocorreu mais um tuitaço com a hashtag #TáEsperandoOQuê,  para cobrar dos bancos uma resposta, mas também alertar a sociedade sobre a realidade que os trabalhadores e trabalhadoras dos bancos enfrentam no dia a dia., com manifestações nas redes sociais das 9h às 10h. O Comando Nacional orienta o uso da hashtag #TáEsperandoOQuê? e a marcação da Febraban (@Febraban) nas postagens.

A categoria cobra uma atualização da CCT condizente com os esforços dos milhares de trabalhadores e trabalhadoras que contribuem, todos os anos, para que o sistema bancário mantenha seus altos lucros.

Entre as principais reivindicações estão aumento real para os salários e para as demais verbas com base na inflação do período entre 1º de setembro de 2021 e 31 de agosto de 2022 (INPC); aumento maior para o VR e VA; garantia dos empregos; maior participação de lucros e nos resultados; fim das metas abusivas; combate ao assédio moral; acompanhamento e tratamento de bancários com sequelas da covid-19 e jornada de quatro dias por semana.

Veja as fotos da ação em Caxias do Sul:

 

Fonte: Contraf-CUT, com edição Comunicação Bancax

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × cinco =