Trabalhadores protestam contra ataques do Santander aos aposentados

Bancários e bancárias organizaram ações nas redes sociais com a hashtag #SantanderAtacaSeusAposentados

 

Bancários e bancárias do Santander realizaram na sexta-feira (23) ações nas redes sociais para denunciar a decisão do banco espanhol de retirar o patrocínio do fundo de pensão Banesprev.

“Os trabalhadores, da ativa e aposentados, repudiam essa decisão que coloca em risco o futuro de quem trabalhou durante anos reunindo recursos para ter uma aposentadoria digna”, destaca a funcionária do Santander e secretária de Relações Internacionais da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Rita Berlofa.

Entre as 11h e 12h, as redes sociais, especialmente o Twitter, foram inundadas de frases com a hashtag “SantanderAtacaSeusAposentados”, marcando o arroba do banco.

“O @santander_br é um banco que vai na contramão dos direitos humanos e decide retirar patrocínio do fundo de pensão Banesprev, ameaçando o futuro de aposentados!”, escreveu um bancário. “Em pleno final de ano, o @santander_br comunicou que vai retirar o patrocínio da previdência complementar Banesprev. Isso é impor enorme prejuízo aos aposentados. Resistiremos até o fim! Não queremos este “presente” de Natal! @AnaBotin #SantanderAtacaSeusAposentados”, escreveu outro trabalhador, marcando a banqueira espanhola que preside hoje o Grupo Santander.

Durante as manifestações, a hashtag “SantanderAtacaSeusAposentados” chegou a ficar entre os cinco assuntos mais comentados do momento, na plataforma Twitter.

O que significa retirada de patrocínio

No dia 12 de dezembro, os participantes de fundos de pensão, a Associação dos Funcionários do Grupo Santander Banespa, Banesprev e Cabesp (Afubesp) realizaram uma live que contou com mais de mil expectadores durante a transmissão, para discutir a retirada de patrocínio do Santander. Para assistir, clique aqui.

“Uma das questões que respondemos foi sobre o que significa, na prática, a retirada de patrocínio que, nada mais é que o encerramento da relação contratual que existe com o Santander, como patrocinador, que deixa de contribuir para o plano de benefícios. Com isso, ocorre a quebra do mutualismo e o encerramento dos benefícios vitalícios, trazendo perdas irreparáveis para os aposentados”, explica Rita Berlofa.

Como argumento para justificar a retirada de patrocínio, o Santander disse que os planos na modalidade de Benefício Definido “geram riscos atuariais elevados”. “O que não é verdade, a realidade desses planos que existem em vários fundos de pensão é que eles são sustentáveis, com base em uma boa gestão. O que o banco quer, na realidade, é se livrar de aportes de déficits futuros e deixar todo o risco para os participantes”, pontua a secretária de Relações Internacionais da Contraf-CUT.

 

Fonte: Contraf-CUT

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × 2 =