Queda em relação a 2021 ocorreu porque naquele ano banco vendeu muitos ativos importantes

O lucro líquido da Caixa foi de R$ 9,8 bilhões em 2022, com redução de 43,4% em relação a 2021. O resultado de R$ 2,2 bilhões do 4º trimestre de 2022 também representou queda de 32,5% em relação ao 3º trimestre, quando foi de R$ 3,2 bilhões.

Ao longo do ano passado, o banco alcançou margem financeira de R$ 50,9 bilhões, 11,1% a mais que em 2021. Por outro lado, as despesas de provisão para devedores duvidosos subiram 41,5%, e as despesas administrativas, 7,1% – altas que contribuíram para a redução do resultado anual.

Além disso, o lucro de 2021 foi impulsionado por vários eventos não recorrentes, em especial com a venda de ativos relevantes, com ações de abertura de capital da Caixa Seguridade, alienação de ações do Banco Pan, conclusão de parcerias da Caixa Seguridade e Caixa Cartões e venda de imóveis. O mesmo não aconteceu em 2022.

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido do banco (ROE) ficou em 8,35% com redução de 8,55 pontos percentuais (p.p.). A carteira de crédito ampliada da entidade teve alta de 16,7% e totalizou R$ 1 trilhão. O crédito com pessoas físicas cresceu 23,3% e somou R$ 142,1 bilhões. No segmento pessoas jurídicas, o crescimento foi de 10,3%, a um montante de R$ 89,0 bilhões.

Com saldo de R$ 637,9 bilhões e participação de 63% na composição do crédito total, o crédito imobiliário cresceu 13,6% em 2022. As operações de saneamento e infraestrutura aumentaram 5,7%, totalizando R$ 99,3 bilhões. O crédito rural cresceu 167,5% e encerrou o ano com saldo de R$ 44,1. A taxa de inadimplência para atrasos superiores a 90 dias foi de 2,09%, com incremento de 0,14 p.p. na comparação com o ano anterior.

Com o crescimento de serviços de governo (11,4%), fundos de investimento (11%) e seguros (64,7%), as receitas com serviços e tarifas aumentaram 5% e foram para o total de R$ 25,1 bilhões. Esse montante foi responsável pela cobertura de 91,08% das despesas com pessoal, incluída a PLR, que cresceram 9,9% em 2022, e foram para R$ 27,6 bilhões.

A Caixa encerrou o ano de 2022 com 86.959 empregados e empregadas, um aumento de 955 postos de trabalho em 12 meses, mas redução de 262 no trimestre. Ao longo do ano, a Caixa atraiu 4,9 milhões de novos clientes, e chegou a um total de 151,1 milhões. O número de agências se manteve estável em 3.372, enquanto foram fechados seis postos de atendimento, 47 lotéricas e abertas 38 unidades de correspondentes Caixa Aqui.

Fonte: Contraf CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − oito =